3520
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 12/02/2016 15:56

Começa extração de azeite nos Contrafortes da Mantiqueira

Região é pioneira na produção do óleo fino de oliva nacional
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Começa extração de azeite nos Contrafortes da Mantiqueira

(Maria da Fé – 12.02.16) A extração de azeite de oliva extravirgem na região dos Contrafortes da Serra da Mantiqueira teve início no mês de fevereiro, no Campo Experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), em Maria da Fé.Para a safra 2016, são esperadas cerca de 220 toneladas de azeitonas de diversas variedades, como Arbequina, Grappolo, Koroneiki, Maria da Fé e Ascolano. O volume de azeite processado por 12 extratoras na região deverá ser maior que 20 mil litros de azeite. 

De acordo com o presidente da Associação dos Olivicultores dos Contrafortes da Mantiqueira (Assoolive), Carlos Diniz, houve um aumento na área de cultivo, que é hoje cerca de 1500 hectares, mas redução na frutificação por planta. "As chuvas no mês de setembro podem ter prejudicado a polinização e, consequentemente, a formação dos frutos", explica. Outro fator climático que pode ter interferido no florescimento, segundo o presidente da Assoolive, foi a redução do período de temperaturas baixas. Para a próxima safra, a expectativa dos mais de 40 olivicultores associados é dobrar a produção.

Na Fazenda Paiol Velho, em Cristina (MG), dos 500 kg de azeitonas foram extraídos cerca de 50 litros de azeite para comercialização em empórios e eventos gastronômicos. A proprietária Zilda Maciel conta que no ano passado seu azeite foi vendido em São Paulo por R$ 140 o litro. "Nosso azeite foi levado para uma feira na Espanha e obteve boa classificação e este ano enviaremos para um concurso na Grécia.", comemora.  A variedade de oliveira de origem espanhola, a Arbequina, que tem sabor mais suave, teve o melhor resultado produtivo nos olivais da Paiol Velho.

 Encontro de Olivicultura

No dia 11 de março será realizado o 11º Dia de Campo de Olivicultura, no Campo Experimental da EPAMIG em Maria da Fé. O tradicional evento reúne pesquisadores, técnicos, olivicultores, empresários e interessados no setor. Nesta edição, serão apresentados resultados de estudos de polinização, plantio, manejo e conservação do solo para cultura de oliveira e pós-colheita da azeitona.

O pesquisador da EPAMIG Adelson de Oliveira irá apresentar estudos sobre extração de óleo fino de abacate pelo sistema de centrifugação, o mesmo utilizado no processamento de azeite de oliva, no Campo Experimental de Maria da Fé. Ele irá mostrar como o óleo de abacate pode ser uma alternativa para os olivicultores em período de entressafraAs inscrições para o 11º Dia de Campo de Olivicultura será no local do evento, que terá início às 8h. Mais informações: (35) 3662-1227. - Fonte: Assessoria de Comunicação da EPAMIG

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]