3661
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 01/06/2016 13:38

Carmo do Rio Claro se transforma na capital da genética bovina

Nosso objetivo é o melhoramento genético do gado da região
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Carmo do Rio Claro se transforma na capital da genética bovina

O município de Carmo do Rio Claro, no Sul de Minas, sediou, nesta segunda-feira (30/05) audiência pública promovida pela Comissão de Agropecuária e Agroindústria da Assembleia Legislativa Minas Gerais (ALMG), a pedido do deputado Emidinho Madeira, para tratar do Pró-Genética – programa em parceria da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), a ABCZ e a Associação Brasileira dos Criadores de Gado Girolando. Várias autoridades entre elas o Secretário de Estado de Agricultura, João Cruz, o presidente da Epamig, Rui Verneque, vários deputados, produtores rurais e em torno de 30 prefeitos e técnicos do setor participaram de um dos eventos mais representativos já realizados na cidade.
O foco principal da reunião foi a divulgação e a discussão do Pró-Genética – Programa de Melhoria da Qualidade Genética do Rebanho Bovino do Estado de Minas Gerais. Criado em 2006, o programa promove, regionalmente, feiras de touros e vacas de qualidade genética superior, com o objetivo de aumentar produtividade, competitividade e sustentabilidade da atividade pecuária mineira. Segundo o deputado Emidinho Madeira, idealizador do encontro, o homem do campo precisa ser mais valorizado pela importância que representa em termos econômicos e sociais. “Além de ser um verdadeiro salvador da pátria na economia, o produtor rural é muito solidário. A gente acompanha de perto o funcionamento das apaes, das creches e de várias entidades sociais que funcionam graças ao apoio da classe rural. Tudo o que a gente fizer pelo produtor rural ainda é muito pouco diante do que ele faz por nossa sociedade”, disse o deputado. “Com o Pró-Genética podemos aumentar a produção leiteira local. Tenho interesse em contribuir para que o programa chegue de fato à região”, pontuou.
Em cerimônia antes da audiência pública, houve assinatura de convênio com 33 municípios do Sul e Sudoeste de Minas para distribuir botijões de sêmen, via emenda parlamentar do deputado, além de um veículo strada 0 km. “Nosso objetivo é o melhoramento genético do gado da região”, pontuou. Emidinho Madeira afirmou ainda que, em breve, mais 20 botijões serão comprados e mais R$ 500 mil serão disponibilizados para compra de sêmen e outros equipamentos como luvas, pipetas, ensiladeiras de modo a dar sustentação ao programa. O deputado Emidinho Madeira também destacou a presença marcante do corpo técnico da Emater que será a grande parceira na implementação das ações. Sobre o apoio do Governo do Estado, o deputado ressaltou que as secretarias de Governo e de Agricultura, através dos secretários Odair Cunha e João Cruz, respectivamente, não têm medido esforços para que todas as iniciativas que beneficiam o setor rural sejam colocadas em prática.

Presidente da Girolando elogia trabalho do deputado Emidinho Madeira

O presidente da Associação Brasileira de Criadores de Gado Girolando, Jônatan Hsuan Min Ma, afirmou, durante pronunciamento em Carmo do Rio Claro, que o trabalho que o deputado Emidinho Madeira vem desempenhando é um exemplo a ser seguido por todo o Brasil. “Essa disponibilização de recursos, por parte de um parlamentar para o desenvolvimento da pecuária, é inédito no Brasil. A região do Sul e Sudoeste de Minas está muito bem servida de representante na Assembleia Legislativa”, frisou Jônadan que também ressaltou que o Pró-Genética é uma das grandes ferramentas da melhoria da qualidade de vida do produtor rural, seja ele voltado para produção de leite ou de carne. Para ele, esse programa é a “grande inovação" de Minas Gerais.
O gerente regional da Emater, regional Passos, Frederico Ozanam de Souza, avalia que o agronegócio é um suporte para o desenvolvimento de nosso País. “Tudo que se desenvolve em termos do agronegócio é investimento que retorna para o Estado e para a população”, acredita.
O agroindustrial Maurício Cabo Verde, acredita que o Brasil tem feito “muito” na área da genética bovina. “Esse setor pode ser uma grande oportunidade de crescimento para a produção rural”, afirmou. Segundo ele, Minas é responsável por 30% da produção nacional de leite. “O Estado tem vocação, tecnologia e know-how de produção leiteira”, acrescentou.
O Secretário de Estado de Agricultura, João Cruz, se mostrou confiante nos resultados do programa e disse que outras regiões do Estado também precisam de parlamentares como o Emidinho para alavancar as ações. “O que o deputado Emidinho tem feito serve como exemplo para outros deputados”, disse.
Para complementar o agroindustrial Antônio Carlos Pereira, do Grupo ACP e Filhos, de Carmo do Rio Claro, que foi convidado de honra, enfatizou: “Estou aqui como produtor e parabenizo essa solenidade promovida pelo deputado Emidinho Madeira que é uma pessoa que conhece a vida do produtor rural. O Emidinho é um homem da roça e sabe das dificuldades, por isso eu acredito que essa iniciativa vai contribuir muito para melhorar a genética do gado na região”. O prefeito de Carmo do Rio Claro, Tião Nara, também apontou o evento como de grande importância para o município e todo o Sul e Sudoeste de Minas.

Melhoria genética viabiliza evolução da pecuária mineira

O Pró-Genética, programa mineiro de melhoramento da qualidade do rebanho bovino, foi apontado como uma das principais inovações de Minas no setor, que oferece uma grande oportunidade para a evolução da pecuária leiteira em todo o País. Essas foram as conclusões apresentadas por especialistas e produtores rurais durante a audiência em Carmo do Rio Claro.
De acordo com o zootecnista da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Edson Simielli Filho, essas feiras são importantes, pois permitem o acesso de pequenos e médios pecuaristas a animais de alto valor genético, por meio de financiamentos bancários ou dos próprios vendedores. O programa começou com a realização de três feiras. Já em 2015, houve 38 eventos em todo o Estado.

Genes desejáveis – Após falar sobre o programa, o zootecnista Edson Simielli definiu o conceito de melhoramento genético. “É o conjunto de métodos que visa ao aumento da frequência de genes desejáveis ou à diminuição da ocorrência de genes indesejáveis”, explicou. Para ele, investir nesse processo é fundamental para aumentar a produção de leite nas fazendas, promover a homogeneidade na produção e aprimorar a fertilidade do rebanho. “Um touro bom é um investimento, e não uma despesa”, salientou.
Para o presidente da Epamig, Rui da Silva Verneque, o que o animal produz em carne, leite e ovos depende da genética e da condição do ambiente, que sofre interferência do clima, do manejo e da gestão. “Há, no Brasil, sistemas de produção em que se tem qualidade genética maravilhosa, mas condição do ambiente péssima, o que leva o animal a produzir pouco. O contrário também ocorre. O ideal é que haja equilíbrio entre genética e qualidade ambiental”, resumiu.
Para uma boa produção bovina, segundo o presidente da Epamig, é importante, além da questão genética, ter vegetação de qualidade e em boa quantidade para o gado; condição climática apropriada; e também levar em consideração a boa saúde dos animais. “O Brasil, nos últimos 35 anos, apresentou evolução incrível na área de genética. Temos, hoje, plenas condições de usar o melhoramento em nosso rebanho e fazer com que nossa pecuária leiteira evolua”, ressaltou.
Estudos realizados pela Epamig mostraram, por exemplo, que as matrizes meio sangue Zebu/Holandês são as mais eficientes e de melhor custo benefício quando se trata da pecuária leiteira. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2012, nosso País está entre os maiores produtores mundiais de carne e de leite. Mesmo assim, ainda há uma baixa produtividade de leite por vaca/ano, que corresponde apenas a 1.382 litros.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]