3478
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 20/02/2017 18:54

Donos do "Sorvete Recheado" dão exemplo de caridade e empreendedorismo

Nesta matéria, o público do JOGO SÉRIO constatará que a metodologia do empreendedor
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis

Os empresários Flávio Florentino dos Santos e Bruno Lagoa, proprietários do “Cacau – Sorvete Recheado”, com loja na esquina da Avenida Conde Ribeiro do Valle e Rua Aparecida, na área central de Guaxupé, destacam-se por conta da filosofia nobre implantada em sua firma: evidentemente em busca do sucesso econômico-financeiro, os rapazez aliam os negócios ao objetivo de ajudar sofredores, principalmente vítimas da dependência química. Nesta matéria, o público do JOGO SÉRIO constatará que a metodologia dos empreendedores, apesar das perdas, tem sido sim responsável por modificar o cotidiano de várias pessoas, dispostas a serem auxiliadas por meio do trabalho honesto.

Inaugurado há cerca de um ano, o “Sorvete Recheado” cativa a clientela em razão da performance de seus vendedores de rua, os quais circulam pela cidade com seus “buzinaços” e o bordão: “ÓÓÓ... o sorvete recheado!”. Assim, chamam a atenção de crianças, adultos e idosos. Sempre bem dispostos, os trabalhadores vendem picolés com recheio, crocantes e outros, cuja criatividade foi muito bem aceita na cidade: “Eu frequento a sorveteria sempre, pois é uma delícia, sendo que recomendo a todos. Venho quase todos os dias e, realmente, os sabores são muito bons”, disse a cliente Aglaete Lima dos Santos, com quem o Jornal falou.

Inovadores, Flavinho e Bruno dividem-se entre as dificuldades habituais do mercado de trabalho (num país em plena crise), assim como a vontade de crescer enquanto empresário e ajudar as pessoas. “O primeiro vendedor meu foi o ‘Cacau’, que na época passava por dificuldades e me pediu para comprar os carrinhos e os sorvetes, pois ele já tinha vendido e achava que daria certo. Assim o fiz e aí virou esta ‘febre’, onde todos eles, que começam como dependentes químicos e se apegam ao ‘Sorvete Recheado’, estão ganhando seu dinheiro, saindo das drogas. Estamos tentando mudar suas histórias, apesar de que muita gente os julga errado, joga pedra e critica! Mas, em nome de Jesus, eu creio na mudança deles! Poucos acreditam na mudança, mas o ‘Cacau’ hoje é um exemplo vivo! Por isto, para quem não acredita, se todos fizerem sua parte, não teremos mais sofredores nas ruas e será bom para toda a sociedade”, argumentou Flávio.

 

DE FATO...

Prova das palavras do ex-patrão, “Cacau”, que hoje é funcionário do Cervejão, distribuidora de bebidas da Avenida Dona Floriana, também falou com o JS: “Para o Flávio e Bruno (sócios na empresa), desejo tudo bom, pois são ‘parceirões’! Eu fui o primeiro funcionário e tive a ideia de gritar ‘Oh! O Sorvete Recheado!’ e hoje está tendo muito sucesso na cidade. Eu trabalho aqui no Cervejão, por ser registrado, mas de vez em quando saio com o carrinho de sorvetes para trabalhar. E, enfim, desejo que sigam a carreira deles em frente. A atitude deles é muito boa, pois diminui a violência principalmente para os menores de idade”, comentou Cláudio dos Santos Lamounier, o “Cacau”.

Antes com um único vendedor, hoje o “Sorvete Recheado” conta com dezenas de colaboradores ambulantes não só em Guaxupé, mas também na cidade de Muzambinho e outras, onde encontra-se em fase de implantação. A expansão, que além de resultar em sucesso para o dono do negócio, também mantém viva as esperanças de melhoria de vida àqueles que convivem com Flávio e Bruno: “É satisfatório, pois antes eu andava só de cabeça baixa, mas hoje não tenho medo de nada. Os fregueses nos animam a viver bem, apesar de haver quem nos crítica. Mas, enfim, o apoio do Flavinho e o Bruno, que são pais e não patrões, é fenomenal! Se não fossem eles, muita gente estaria perdida. Realmente, há quem fraqueje, mas a maioria vai em frente”, concluiu o funcionário Marcelo Aparecido de Oliveira, há sete meses no “Sorvete Recheado”. 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]