3011
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 01/09/2016 21:44

Bombeiros aproximam-se das quatro mil ocorrências em Guaxupé

No dia em que a corporação completou, em Minas Gerais, 105 anos de atuação, o Jornal JOGO SÉRIO lembrou da atuação dinâmica dos bombeiros em Guaxupé, o que ocorre desde 2015, quando, enfim, a corporação iniciou-se no Município
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis

O Corpo de Bombeiros de Guaxupé aproxima-se, por estes dias, da marca de quatro mil ocorrências atendidas desde novembro de 2014, quando iniciou-se no Município. A média é alcançada exatamente em meio à comemoração ao 105º ano de atividades da corporação em Minas Gerais. Com profissionais treinados para os mais distintos tipos de atuação, a unidade guaxupeana fica no Bairro Nossa Senhora das Dores, onde a nova sede foi inaugurada, no mês de setembro deste ano. Antiga reivindicação da comunidade, os bombeiros trabalham na contenção de incêndios, no resgate em ocasiões de tragédias, assim como a fiscalização, com vistas à prevenção de acidentes. Porém, acima de tudo, eles agem como verdadeiros anjos de guarda da população, sendo que, nesta matéria, o leitor do Jornal JOGO SÉRIO testemunhará uma entrevista exclusiva com o subcomandante Lemos.

Desde que chegaram a Guaxupé, os bombeiros não param de trabalhar, apesar de que a maioria veio de cidade grande: “Fechamos o ano de 2015 com 1.862 ocorrências. Já em 2016, até agosto, com 1.664 ocorrências. O trabalho é o mesmo sendo a cidade grande ou pequena, pois em qualquer lugar de Minas Gerais que você for, verá que ele atende aos padrões normais da corporação. O que diferencia, talvez, é o número e a complexidade das ocorrências. É claro que, se compararmos com grandes metrópoles, há um índice muito maior e um efetivo igualmente grande. Em Guaxupé, nosso índice de ocorrências é muito elevado e pouco efetivo para fazer frente a esta demanda. Então, acaba que trabalhamos muito mais do que, talvez, nos grandes centros, devido a esta disparidade entre o número de ocorrências e a quantidade do efetivo”, explicou Lemos.

Elogiados por conta da eficácia do trabalho, os bombeiros guaxupeanos dividem-se entre o profissionalismo e o amor por aquilo que fazem: “Não tem como explicar esta sensação. Nós fizemos um juramento de salvar qualquer vida, independente de quem seja. É um sentimento único e que somente quem veste esta farda, quem está ombreando estes gamões, é capaz de explicar isto aqui. Talvez, não salvemos vidas, mas sim auxiliamos um Ser Superior, que nos colocou aqui para realizar nosso papel. Isto é muito gratificante... cada ocorrência tem suas dificuldades e necessidades. E, enfim, não podemos nos esquecer que debaixo destas fardas há seres humanos, pais de família, pessoas como qualquer uma da sociedade. O que nos diferencia, talvez seja uma escolha Divina que nos colocou nisto”, comentou.

Quanto às críticas, fundamentadas ou não, o subcomandante manifestou-se: “A crítica é muito importante para nós, pois é através dela que buscamos a melhoria. Nós somos humanos e erramos também. Mas, somos profissionais e estamos preparados tanto para os elogios, quanto às críticas. E, nas críticas você busca o crescimento para uma administração melhor. Contudo, procuramos dar um atendimento à altura da sociedade para que estas críticas sejam as mínimas possíveis. Por fim, respeitamos quem nos critica e aceitamos isto com bom grado. Estamos, enfim, aqui para atuar por nossa instituição, que completou ontem, dia 31, 105 anos de existência no Estado de Minas Gerais”, definiu o sargento Lemos.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]