67
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 24/04/2017 11:09

Guaxupé luta para combater o desemprego, em meio à crise nacional

Os números do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego ? CAJED dão conta de que houve, em Guaxupé, uma melhora no combate ao desemprego
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Guaxupé luta para combater o desemprego, em meio à crise nacional

Continua em Guaxupé e praticamente por todo o País o “corre-corre” em busca de empregos, seja em que setor for. Com a crise econômica cada dia mais assustadora, cidadãos de diferentes camadas sociais, níveis de instrução e regiões disputam o sempre competitivo mercado de trabalho. Nesta matéria, o público do Jornal JOGO SÉRIO testemunhará um comparativo entre diferentes pontos de vista, no que diz respeito ao “entra e sai” de pessoas a firmas, instituições e organizações sociais. No Município, apesar de haver muita gente “parada”, os números de órgãos ligados à economia e o desenvolvimento demonstram uma ligeira melhora.

O motorista profissional Jorge de Souza, Jardim Rosana, está há quatro meses desempregado e lamenta a falta de oportunidades. Ciente da escassez de vagas no mercado de trabalho e da concorrência cada vez maior, ele comenta: “É preciso ter escolaridade; ter jeito de conversar com o público; não ser arrogante; tem que ser honesto. Mas, hoje em dia, mesmo sendo honesto, a gente não consegue nada sem estudo”, definiu ele, que realiza atividades alternativas enquanto não consegue um emprego fixo: “Não tem como ficar parado”, disse ele, mostrando ferramentas com as quais desenvolve trabalhos de jardinagem.

Também a procura de emprego desde o início do ano, Valdeci Vicente da Silva, moradora do Parque dos Municípios I, atua no ramo de panificação, mas aceita oferta de emprega doméstica, haja vista a dificuldade para encaixar-se em sua área profissional: “Eu faço tudo, sabe?! Sou babá, cuido de idosos, tenho vários cursos e, enfim, é melhor perguntar-me: ‘o que você não sabe fazer?’!”, brinca ela, ao mesmo tempo em que relata o sofrimento: “Você sofre para procurar emprego, sofre muito!”, complementou ela, que esbarra, além de toda a falta de vagas, na inflexibilidade por conta da religião (não pode trabalhar aos sábados).

 

SINE apresenta resultado favorável

No balcão do SINE, a média de pessoas à procura de emprego varia entre setecentas e oitocentas, mensalmente, com a média 50 vagas disponíveis/mês e 90% de sucesso, quanto à efetivação. De acordo com a coordenadora do local, Clarissa Justino, neste mês de março último houve um ligeiro aumento no que diz respeito às ofertas de trabalho, se comparar o período com os dois primeiros meses do trimestre. “A Prefeitura mantém parcerias com a FIEMG, via SESI/SENAI, por meio das quais estão sendo viabilizados cursos de costureiro de calçados, eletricista predial, soldador de eletrodo e de panificação”, informou ela.

Também sobre os cursos, interessados devem se inscrever, a fim de preencher as vagas, a medida em que elas forem sendo abertas: “A gente já está no inicio do curso de costureiro e o de eletricista predial abre a inscrição dia 17; a previsão é de que o curso de soldador abra dia 12 de junho e o de panificação dia 24 de julho. Para todos eles, tem que ser maior de 16 anos e apresentar, no ato de inscrição, documentos pessoais, um comprovante de residência recente; os menores de idade, após se inscrever, precisam estar acompanhados pelos pais, pois são eles os responsáveis pela inscrição de seus filhos”, informou Clarissa. Situado à Rua Norberto Ribeiro do Vale, na área central de Guaxupé, o SINE atua de segunda à sexta-feira, das 8 às 15h30.

 

CAJED APONTA MELHORA!

Os números do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego – CAJED dão conta de que houve, em Guaxupé, uma melhora no combate ao desemprego: isto, porque no primeiro bimestre de 2016 houve 771 admissões, enquanto neste ano foram 929 (um saldo positivo de 158). “Comparando os desligamentos, que foram 845 em 2016 e 891 em 2017, a gente tem, esse ano, 46 desligamentos a mais. Porém, temos 158 empregos a mais que 2016; no balanço, se a gente colocar emprego e desemprego, tem-se um salto positivo de 112 empregos no Município. Então, estamos numa crescente”, definiu o secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Guaxupé, Marcos Emanuel Maia.

Ciente da importância de ampliar a empregabilidade, o secretário informa o propósito de fomentar programas que vão ao encontro disto: “Entre eles, o ‘Emprega Mais’, uma parceria entre a Prefeitura, Senac, entre outros. Isto, sem falar na Rede Cidadã, para a admissão de jovens no mercado de trabalho”, informou o secretário, que também destacou os projetos para o Pólo da Moda, onde estão sendo instaladas empresas de diferentes segmentos. “Temos de contar com uma expectativa sempre positiva. Acho que agora a economia tem tudo para acelerar um pouco após este período de forte crise. A gente vê que, pelo índice de emprego, o mercado está dando uma reagida e esperamos que continue desta forma. E que 2017 termine melhor do que 2016, já que foi um ano difícil para todo mundo”, finalizou Marcos. – AGUARDE A veiculação de vídeo-matéria no www.jornaljogoserio.com.br.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]