102
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 30/11/2017 18:13

Município faz, de novo, o trabalho do Estado e carreta danificada é retirada do Trevo

Entrada problemática resulta, com frequência, na quebra de veículos pesados; problema já foi levado ao Estado várias vezes, mas até agora nada foi feito
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Município faz, de novo, o trabalho do Estado e carreta danificada é retirada do Trevo

A carreta bitrem danificada na tarde desta quarta-feira, 29 de novembro, na entrada do Trevo do Pólo Industrial, em Guaxupé, foi retirada por maquinários da Prefeitura vinte horas após o ocorrido. O fato, que lesou profundamente o motorista motogrossense Eder Lúcio Verati, mais uma vez estampou o grave problema de engenharia daquele trecho, onde muitos condutores de veículos pesados já foram extremamente prejudicados.

O bitrem, que partiu na última segunda-feira de Costa Rica, no Mato Grosso, transportava milho e descarregaria na Cooxupé. Porém, o declive anormal causou a quebra de peças mecânicas, além de ter furado pneus da carreta, que ficou atravessada na via (fez um "L") e impediu o tráfego de veículos na entrada do trevo. "Estava iniciando a subida, quando a carreta não aguentou e retornou. Não houve o que fazer, a não ser rezar para que não tivesse ninguém atrás", lamentou o motorista.

A Polícia Militar Rodoviária foi acionada, sinalizou as imediações e permaneceu no local até boa parte da noite. Na busca por uma solução, o vereador Leonardo Donizetti Moraes (Léo), que é presidente da Cooperativa de Transportes de Guaxupé ? COOTRANS, solicitou máquinas da Prefeitura para arrastar a carreta, tendo havido certa resistência: "O prefeito Jarbinhas ficou chateado com o ocorrido, se apiedou do motorista, mas enfureceu-se com o Estado. De fato, estamos cansados de implorar a deputados e representantes do Governo de Minas que modifiquem esta entrada, mas nos deixam falando sozinhos", criticou Léo.

Após certo período de impasse, a Secretaria de Obras liberou duas Patrol, que retiraram a carreta do trevo. "Eu agradeço ao empenho do vereador Léo Moraes e as pessoas que esforçaram-se para me ajudar, pois passei uma noite difícil, longe de casa, com este prejuízo, que dará, no mínimo, R$ 10 mil, enquanto o valor do frete não chega a R$ 3 mil. O Estado não está nem aí mesmo, pois não é o governador, nem seus assessores, quem estão na dificuldade! Fico grato ao pessoal de Guaxupé, mas fica meu repúdio a quem fez este trevo, com uma engenharia horrível!", desabafou o motorista, que não sabia onde conseguir recursos para arrumar sua carreta e seguir até o destino final.

Na condição de presidente da COOTRANS, o vereador Léo Moraes iniciou, já nesta quinta, 30 de novembro, um abaixo-assinado, onde mobilizará usuários do Trevo e responsabilizará o Estado pelas ocorrências naquele local: "Os maquinários e funcionários da Prefeitura tiveram de parar uma grande obra para vir aqui. E isto não pode acontecer, pois o Município faz o serviço que o Estado deveria fazer? Então, a gente tenta de todos os meios para alcançar nossos objetivos. E este é mais um que adotei para sensibilizar os responsáveis", comentou Léo Moraes. Além dele, seu colega de Câmara, vereador João Fernando de Souza, já oficiou o Departamento de Estradas e Rodagens ? DER/MG e outros órgãos, mas também sem sucesso. Em Belo Horizonte nesta quinta-feira, o prefeito Jarbas Corrêa Filho (Jarbinhas) também tentará mais uma vez ser ouvido nesta causa.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]