136
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 09/01/2018 20:24

Prefeitura de Guaxupé assume alunos da Casa da Criança e ACCA com a promessa de excelência no cumprimento do serviço

Município apontou necessidade de um resultado melhor na área de fortalecimento de vínculo social, haja vista que 75% dos crimes são cometidos, em Guaxupé, por menores
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Prefeitura de Guaxupé assume alunos da Casa da Criança e ACCA com a promessa de excelência no cumprimento do serviço

A Prefeitura de Guaxupé assumirá os cento e vinte alunos da Casa da Criança e os oitenta da Associação de Assistência à Criança e Adolescente (ACCA), cujas entidades anunciaram, entre estas segunda e terça-feira, respectivamente dias 8 e 9 de janeiro, que não mais prestarão os serviços de fortalecimento de vínculo social, haja vista que consideram impossível tocar os projetos com o recurso disponibilizado pelo Município (de R$ 245 mil/ano). Em reunião na Sala de Eventos Eloadir de Almeida Vieira, na tarde de hoje, representantes do poder público local informaram já ter o objetivo de municipalizar os serviços, mas pretendiam fazê-lo mais adiante. Contudo, a notícia de que as duas entidades deixariam de atuar no sistema de contraturno fez com que a decisão fosse tomada antes. Apesar de diplomático, o governo municipal deixou claro que dará tratamento com excelência não só para os assistidos, mas também às famílias deles.

A coletiva, que foi conduzida pelo secretário municipal de governo e planejamento, Artur Fernandes Gonçalves Filho, contou com as participações do secretário de Desenvolvimento Social, Claudinei Vítor, o presidente da Câmara Municipal, Danilo Martins de Oliveira e a líder comunitária Samira Jorge Moisés, então representante do Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente (além deles, membros de todos os setores da Prefeitura estiveram presentes). Durante cerca de uma hora e meia, foi transmitida a mensagem de que a decisão do presidente da Casa da Criança, Florindo Smargiassi e do dirigente da ACCA, Nino Sérgio de Rezende, pegou a todos de surpresa. “Três entidades que oferecem o serviço de fortalecimento do vínculo social sinalizavam que utilizariam juntas o recurso em 2018. Porém, durante uma reunião nossa com o Conselho, ontem, os dois presidentes voltaram atrás e queriam que refizéssemos todo o processo, já concluído, conforme o Marco Regulatório. Eles, inclusive, deixaram a reunião, tendo o Florindo ido para a coletiva, quando informou o fim do atendimento”, comentou Arturzinho.

Sobre os menores que não mais serão alunos da Casa da Criança e da ACCA, o secretário Claudinei informou: “Nosso projeto se denominará ‘Escola Cidadã’ e incluirá crianças do Ensino Infantil, Pré-Escolar, Fundamental I e II e Ensino Médio. No início serão 240 crianças utilizando as estruturas do Cieg, Caic e do CRAS. Não vamos questionar a qualidade dos serviços prestados até hoje, mas trabalharemos de forma efetiva não só com os alunos, mas com suas famílias, com um aproveitamento bem melhor do que é dado hoje”, afirmou ele, que acrescentou: “Hoje, o Município já atende 140 crianças nos ‘Projovem’ e ‘Projovinho’, criados pela Samira, em 2009, mas chegaremos a 400 vagas ao final”, adiantou ele. Artur, apesar de ter elogiado aos trabalhos da Casa da Criança e da ACCA, frisou a cobrança por resultados: “Hoje, 75% dos crimes em Guauxpé são cometidos por menores, o que significa que o serviço não estava surtindo um efeito assim tão positivo. Então, o compromisso do Município é melhorar a qualidade do serviço, embora queremos deixar claro que entendemos a posição das entidades, que têm o direito de passar o serviço ao Município, como o fizeram”, disse o secretário.

Conforme dito na coletiva, o recurso de R$ 245 mil, que seria disputado entre Casa da Criança, ACCA e CEAS, será incluído ao Orçamento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, a fim de dar cumprimento ao trabalho: “É preciso dizer que tudo isto foi analisado e aprovado pelo Conselho Municipal, que está aqui representado pela Samira. Então, aproveito a imprensa para avisar às mães que neste dia 15 de janeiro iniciaremos o cadastro de todos os alunos e que ninguém ficará sem atendimento. Pelo contrário: daremos um atendimento de excelência a todas as famílias!”, prometeu Claudinei, que teve as palavras apoiadas por Samira: “O Conselho ficou foi feliz com esta decisão, pois estávamos preocupados sim com o destino das crianças. Quero externar minha admiração ao prefeito Jarbinhas por conta do respeito às crianças e pedir à sociedade, que às vezes parece meio maluca, que não deturpe a situação, pois muita gente está divulgando coisas que não são verdadeiras, em vez de contribuir positivamente. A maior parte das pessoas que denigre o trabalho não faz nada para melhorá-lo! Quero, também, agradecer ao Florindo e o Nino pelo trabalho realizado”, opinou Samira.

LEIA TAMBÉM: "Nocauteada", Casa da Criança devolve 120 menores ao Município

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]