136
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 07/05/2018 12:16

Em Guaxupé, álbum da "Copa 2018" promove interatividade entre crianças e adultos

O encontro entre os colecionadores aconteceu neste sábado, de manhã, na Praça da Saudade, durante a feira livre
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Em Guaxupé, álbum da

Pessoas de diferentes idades, bairros e classes sociais participaram, neste sábado, 5 de maio, de uma interação geral, por conta do álbum e as figurinhas da “Copa do Mundo – Rússia 2018”. Considerada como a nova “febre” da população, a referida prática tem conquistado crianças, adultos e gente da terceira idade. Apesar da influência cada vez maior da internet na vida das pessoas, este tipo de coleção demonstra que antigos costumes ainda não se perderam, ainda que a tecnologia ocupe um espaço cada dia maior no cotidiano social.

A troca de figurinhas aconteceu na Praça da Saudade, em frente à Banca da Sandra, onde as pessoas literalmente se misturaram. Todos com o objetivo de completar seus álbuns, os presentes promoveram uma verdadeira “feira do rolo” de figurinhas: “Estou à procura da figurinha do Diego, pois está me parecendo ser a mais difícil”, disse o estudante Gabriel, de 8 anos, morador da área central. “Na Copa passada, consegui completar dois álbuns, mas neste ano ainda não consegui os escudos das seleções”, contou Leonardo, de 11 anos, do Bairro Nossa Senhora das Dores (Pombal). “Eu ofereço duas em troca da figurinha do Messi, pois não consigo achá-la de jeito nenhum”, lamentou Francisco Silva, de 12 anos, do Parque dos Municípios I.

Além de crianças, um grande número de adultos disputava as figurinhas mais raras: “A gente volta a ser criança, pois todos em casa se envolvem. Na minha época, tinha o ‘tapão’, quando a turma se reunia para bater figurinhas. Hoje, está muito mudado, mas bacana demais esta interatividade”, ressaltou o industrial Rafael Anchieta Gonçalves. “Na minha infância, eu também completava os álbuns, fosse de qualquer tema, pois o legal era estar junto do pessoal”, recordou o comerciante Reginaldo Silva. “Lembro-me de que, nas Copas, eu e meus amigos de infância colecionávamos figurinhas de chiclete e era muito bom. Realmente, hoje a gente revive aquele tempo”, complementou o protético Leandro Léo.

Disponível nas bancas de jornais e revistas da cidade, o álbum da “Copa do Mundo – Rússia 2018” têm preço variável entre R$ 7,00 e R$ 21,00 (capa dura), com os pacotes de figurinhas entre R$ 1,00 e R$ 2,00. “Para nós, comerciantes, evidentemente este entrosamento é legal, pois movimenta e gera mais receita sim. Enfim, para nós, que gostamos de esporte e principalmente de futebol, é uma época muito boa, que reafirma o amor do brasileiro pelo futebol, tenha ele a idade que tiver”, comentou o comerciante Donácio Humberto da Silva, da Banca da Sandra, onde a aglomeração ocorreu, naquele sábado. – Em escolas, nas praças e locais agendados previamente também têm sido fácil encontrar pessoas de diferentes idades trocando figurinhas da Copa.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]