4259
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 30/04/2020 17:38

Profissionais da Educação Física protestam em frente a Prefeitura pela reabertura das academias

Manifestantes cobram coerência no conteúdo do Decreto que, na visão deles, permitiu o funcionamento de setores com alto risco de transmissão do vírus e tratou as academias como se fossem lazer, mas são, declararam eles, entidades de Saúde, antes de qualquer coisa. Governo prometeu responder a questão com urgência
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Profissionais da Educação Física protestam em frente a Prefeitura pela reabertura das academias

Proprietários de academias e profissionais da Educação Física protestaram em frente a Prefeitura de Guaxupé nesta tarde de quinta-feira, 30 de abril, pela obrigatoriedade de permanecerem inativos, em atendimento ao Decreto nº 2.212, editado ontem pelo governo municipal, com a reabertura gradativa do comércio, a indústria e prestação de serviços.
Os revoltados, em onze pessoas, foram recebidos na porta da sede do Executivo pelos secretários municipais Márcio Nunes (de Segurança Pública e Defesa Civil) e Renato Carlos de Gouvêa (Desenvolvimento Econômico) Também Marcos Bonfim, da Emurb, e outros assessores chegaram a acompanhar parte dos diálogos. Taxativo, o grupo de educadores físicos cobrou coerência quanto ao conteúdo do Decreto, uma vez que, na visão de todos eles, há setores com maiores riscos de contaminação pelo Novo Coronavírus do que as academias (que podem funcionar mediante medidas preventivas já propostas por eles em ofício que, segunco consta, ainda não foi respondido).
Em tom bastante apelativo, os manifestantes cobraram uma posição urgente do governo. "Já enviamos um ofício ao Comitê (de Enfrentamento ao Novo Coronavírus), mas sequer obtivemos resposta. E olha que o fizemos antes da edição do novo Decreto, hein?!", reclamou Francis Osmar da Silva, da Academia Bioforma (e que ocupa o cargo de vereador em Guaxupé). "Estão nos tratando como se fôssemos um lazer, mas se esquecem de que somos profissionais da área da Saúde, atuantes em favor da qualidade de vida das pessoas", lembrou Rafael Zavagli, da Physical Form. "Gostaríamos de um tratamento no mínimo digno, pois também somos reféns", completou Diego Ribeiro Pires, da O2 Condicionamento Físico e Saúde.

Em três dias
Major Márcio e Renato Gouvêa ouviram as reivindicações e justificaram o teor do Decreto: "Não é o prefeito Jarbinhas quem decidiu o que ficará fechado ou aberto. Seguimos ao Protocolo do governo estadual!", informou Márcio. "Não posso responder sozinho pelo Comitê, mas a causa de vocês será estudada sim", confirmou Renato. Ao final da conversa, que durou cerca de vinte minutos, os dois secretários se comprometeram em receber um novo ofício dos educadores físicos, onde eles elencarão como pretendem prevenir a si mesmos, além do quadro pessoal de suas academias e os alunos, contra a transmissão do vírus. O documento, conforme combinado, será protocolado no início da manhã desta segunda-feira, 4 de maio, com o prazo de três dias para que a Prefeitura responda se permitirá ou não a reabertura das academias em Guaxupé. "Já buscamos orientação no Ministério Público, mas o promotor Ali disse que a autonomia é do prefeito. Nós sabemos que, realmente, os municípios estão seguindo ao Protocolo do Governo de Minas. Mas sabemos também que os governantes municipais têm total autonomia para deliberarem sobre as questões de suas cidades", enfatizou Sirley Santos, da Studio Vip Hidro & Personal.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.