1891
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 31/05/2017 14:56

Nova Resende realiza, neste final de semana, a Maior Queima do Alho do Brasil

Um regaste das tradições históricas e culturais do nosso Brasil rural
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis  Nova Resende realiza, neste final de semana, a Maior Queima do Alho do Brasil

Não há um ranking oficial, porém, segundo diversas autoridades que organizam este tipo de evento pelo país afora a Queima do Alho de Nova Resende pode ser considerada a maior do Brasil pela quantidade de pessoas e volume de alimentos servidos. O evento, que integra o Circuito Sul Mineiro da Queima do Alho, acontece neste sábado, na sede da Associação dos Cavaleiros, a partir das 11 horas. No domingo tem a Prova de Marcha a partir das 9 horas da manhã, com premiações de R$ 10 mil.

Os números da Queima do Alho em Nova Resende impressionam. Este ano serão 150 porcos assados e/ou fritos na gordura, 720 kg de feijão para confecção de tropeiro e caldo, 1,5 toneladas de arroz, tudo organizado pelas 41 comitivas integrantes do circuito. Este ano está sendo preparado um espaço à exposição de artefatos históricos como panelas de ferro, utensílios, traias utilizadas no arreamento de animais de carga e antiguidades. Tem também barraca onde o público poderá apreciar uma rapadura feita nos moldes antigos, cuscuz, canjiquinha, arroz-doce, arroz de barranco (feito no disco de arado), carne seca e muito mais. De acordo com a organização serão servidos 20 tipos de comidas diferentes e muita catira e moda de viola.

Convidamos toda a região Sul e Sudoeste de Minas e interior de São Paulo para a Queima do Alho de Nova Resende. É uma festa muito bonita, ambiente sadio, com um público familiar, formado por pessoas de todas as idades. Desejamos sucesso às comitivas e estaremos sempre à disposição para continuarmos, juntos e unidos, neste grande circuito que promove um importante resgate das nossas melhores tradições rurais. Pedimos a Deus que abençoe todos os eventos do Circuito Sul Mineiro da Queima do Alho”, disse o deputado Emidinho Madeira, idealizador do circuito.

A festa envolve toda a comunidade local e regional de forma voluntária, tudo através de doações. A entrada é franca e a comida é servida à vontade a todos os presentes, basta apenas adquirir o pratinho por R$ 2,00 (dois reais). Toda a renda da Queima do Alho é destinada às entidades assistenciais da região.



Um pouco sobre a Queima do Alho...

ORGULHO DE SER CAIPIRA

Criado no ano de 1998, pela Associação dos Cavaleiros de Nova Resende, o Circuito Sul Mineiro da Queima do Alho tem se tornado uma referência nacional no que diz respeito às ações sociais e ao resgate cultural. As festas da Queima do Alho se tornaram verdadeiros pontos de encontro entre pessoas de todas as idades. São momentos de confraternização para trocar experiências, fazer doações, e, claro, contar “causos”, apreciar a saborosa comida mineira e ouvir a verdadeira música caipira de raiz, que por tantos anos embalaram os tropeiros em suas longas jornadas na lida com o gado ou no transporte de mantimentos.

Muitos ainda se lembram da época e da importância dos burros de carga e dos carros de bois que faziam o serviço hoje realizado pelos caminhões. Na música “Mágoa de Boiadeiro”, do eterno Sérgio Reis, ele descreve um pouco a transição desse período da história brasileira:



Cada jamanta que eu vejo carregada, 
transportando uma boiada,
me aperta o coração.
E quando olho minha traia pendurada
de tristeza dou risada 
pra não chorar de paixão”



O Circuito Sul Mineiro da Queima do Alho não poderia ser mais bem sucedido por estar cumprindo um papel fundamental na preservação da memória do país. Inserido numa das regiões mais prósperas de Minas e do Brasil, onde o agronegócio é cada vez mais pujante, o circuito reúne várias cidades do Sul de Minas e Caconde, que apesar de estar no estado de São Paulo possui grande identidade com os mineiros.

As “Comitivas”, cada uma com um nome bastante peculiar, são as responsáveis pelo preparo dos pratos servidos ao público. Os eventos são realizados em espaços amplos, normalmente ligados ao setor como os parques de exposições agropecuárias.

Não há nesse Brasil quem não tenha, mesmo que distante, uma herança genética ligada ao homem do campo, homem este que foi e continua sendo um esteio forte na criação, manutenção e desenvolvimento do nosso país.



INFORMAÇÕES:

- ANDERSSON LOPES – PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO CULTURAL MINEIRA DA QUEIMA DO ALHO, ENTIDADE QUE ORGANIZA TODO O CIRCUITO: 35-98862-9019

- DIOMAR MARIOTI – COORDENADOR DA QUEIMA DO ALHO – 35-99122-7466

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]