37
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 22/01/2018 15:20

Carnaval terá que terminar mais cedo pela segurança e o bem-estar das famílias de Guaxupé

Marcos Buléd (ao centro) prestou informações em coletiva realizada nesta segunda-feira, junto à coordenadora de eventos da Prefeitura, Angélica Prado e o diretor da Divisão de Cultura, Cassiano Silva
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Carnaval terá que terminar mais cedo pela segurança e o bem-estar das famílias de Guaxupé

As festividades de carnaval em Guaxupé serão realizadas para as famílias, em geral. Diferente dos anos anteriores, quando o evento se estendia até a alta madrugada, desta vez as atrações terminarão oficialmente à meia-noite e meia. A informação foi transmitida pelo secretário de Cultura, Esporte e Turismo da Prefeitura, Marcos Alexandre Costa Buléd, o qual concedeu entrevista coletiva nesta tarde de segunda-feira, 22 de janeiro, acompanhado pelo diretor da Divisão de Cultura, Cassiano Silva e a coordenadora de eventos, Angélica Dias Prado. A alteração no que diz respeito ao horário foi feita em atendimento ao Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), que está preocupado com os índices de violência ocorrentes na cidade e região. Porém, o poder público garante que haverá programação à altura para crianças, adultos e gente da terceira idade divertirem-se em paz.

Conforme a programação, os cantores guaxupeanos João Narciso e Maurício Farah abrem as festividades na noite de sexta, 9 de fevereiro, respectivamente com exibições às 20h e 21 horas. Já no sábado, o Grupo Cativa Estrela fará roda de samba a partir das 17h (no Coreto Kaled Cury) e, no palco principal, às 20h, o artista local João Paulo Molin abre e o conjunto Usmen fecha o sábado de carnaval. No domingo, às 16h, dança e coreografia no jardim principal da Avenida Conde Ribeiro do Valle; às 17h, marchinha e recreação com o grupo teatral Tramas & Dramas (também no Coreto); às 20h, desfile dos blocos e escolas de samba (blocos Fiel Guaxupé, Fênix, Feijão Queimado, Bengala Mió qui nóis, só nóis, Espaço Alternativo e Grifo, além da escola de samba Portal de Minas) e, para finalizar: Exaltasamba no palco principal às 22 horas. Na segunda, dia 10, às 17h: roda de samba com Evolusamba; às 20h, no palco principal: JP Soares e Banda; às 22h, no mesmo local: Velha Guarda do Ritmo Mocidade Independente de Padre Miguel. E, na terça, às 16h, repete-se a coreografia na Avenida; depois, às 17h: marchinha e recreação com Tramas & Dramas; às 20h, desfiles de blocos e escolas de samba; às 22h, no palco principal: show com Demônios da Garoa.

 

O Carnaval ficou menor?

 Indagado se o carnaval de Guaxupé havia ficado menor, o secretário admitiu: “Será, sim, um carnaval mais ‘enxuto’, com menos shows. Por outro lado, há de se concordar que a qualidade dos espetáculos está ainda melhor!”, disse Buléd, que utilizará a verba de R$ 300 mil para promover a chamada Festa de Momo deste ano. Com desfile de blocos e escolas de samba, além de shows em palco principal, atrativos nos jardins centrais da Avenida Conde Ribeiro do Valle e no Coreto Kaled Cury, Marquinhos está convicto de que a comunidade aprovará o novo formato: “Prevemos que passarão pela Avenida cerca de seis mil pessoas por noite e queremos que elas sintam-se à vontade, sem medo de incômodos ligados à segurança de seus familiares”, disse o secretário, que contratará setenta seguranças particulares, além de quinze brigadistas e terá, ainda, o apoio da Polícia Militar.

Além da segurança dos foliões, o objetivo é resgatar tradições antigas, como dar ênfase a personagens marcantes do carnaval: “Faremos, por meio de Edital, um concurso para as escolhas da Rainha e o Rei Momo. Será igual ao ‘Natal de Luz’, onde a Mamãe e o Papai-noel têm seus papeis e lugares de destaque. Aproveitamos para anunciar às pessoas que se inscrevam até este dia 25 de janeiro, pois será muito legal!”, comentou Buléd, que novamente frisou a mudança no foco: “Sabemos que nossos primeiros anos foi marcado pelos eventos de expressão nacional, que resgataram o prestígio e que isto foi muito bom para Guaxupé, naquele momento. Contudo, hoje o foco é outro, as prioridades são outras e as pessoas, de um modo geral, optam por segurança e bem-estar quando pensam em eventos iguais ao carnaval”, finalizou o secretário.  

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected]m / [email protected]