2096
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 06/03/2019 14:29

Igreja lotada na missa do primeiro aniversário da abertura do processo de beatificação de Dom Inácio

O padre Reginaldo apresentou a comissão que trabalha na coleta de provas para o envio de conteúdos ao Vaticano
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Igreja lotada na missa do primeiro aniversário da abertura do processo de beatificação de Dom Inácio

Um expressivo número de fiéis participou, nesta noite de quinta-feira, 28 de fevereiro, da celebração de uma missa especial, em alusão ao primeiro aniversário da abertura do processo de beatificação do bispo Dom Inácio João Dal Monte. A iniciativa, ocorrida na Catedral Nossa Senhora das Dores, teve como objetivo fortalecer as campanhas que têm sido desencadeadas, no tocante à coleta de conteúdos que servirão como provas para que o religioso em questão torne-se, oficialmente, santo conforme já o é, de acordo com a devoção cristã.

A missa, que foi presidida pelo Cura da Catedral, padre Reginaldo José da Silva, com o auxílio dos reverendos Pedro e Clayton, atraiu devotos da cidade e de longas distâncias: “Eu venho porque Dom Inácio já é nosso santo, embora o processo ainda esteja em andamento. Mas ninguém entre nós tem dúvidas de que ele será reconhecido pela Igreja”, comentou a professora aposentada, Selma Perocco Ribeiro do Valle, que conheceu o bispo e tornou-se amiga dele. “Eu sempre rejo a Dom Inácio e meus caminhos e dos familiares são sempre abertos”, reforçou André Luiz Silva, devoto.

Durante a missa, padre Reginaldo enfatizou a importância de divulgação às obras e feitos de Dom Inácio: “Testemunhem, contem e divulguem suas histórias com Dom Inácio, pois são tantos milagres que a gente se emociona”, comentou o religioso, cujas palavras foram sucedidas por padre Clayton, o qual integra uma comissão de estudiosos, os quais coletam dados para remeter à Roma, onde o processo está em andamento. Entre eles, estão o atual bispo da Diocese de Guaxupé, Dom José Lanza Neto, os historiadores Wilson Remédio Ferraz, Sarah Gabriel e Inácio Abrantes; o advogado Luiz Henrique Marques, o padre Clayton Mendonça. “Neste dia 10 de março, nosso Wilson Ferraz viajará até a cidade de Santo Antônio da Platina, no Paraná, onde Dom Inácio viveu, para colher informações”, comentou padre Clayton.

Também naquela missa, entre os devotos, estiveram presentes o juiz de Direito, dr. Ronaldo Frigini, e sua esposa, a também advogada, dra. Ana Lúcia, que integram o Tribunal da Causa do Servo de Deus, Dom Inácio João Dal Monte. “Costumo dizer que iniciar um processo destes é adentrar um quarto escuro, pois nada se sabe e quanta coisa ocorre até a conclusão do processo... estou feliz, pois numa quinta-feira destas e tanta gente na Igreja, é sinal de que, de fato, tudo está andando bem. A vivência e o exemplo das pessoas são a prova de que a vida deste homem trouxe muita fé! Nas entrevistas que fazemos com as pessoas, percebemos a luminosidade de Dom Inácio. Ser santo é a graça de Deus! Que não demoremos cinco, mas dois ou três anos apenas para concluir este processo”, ressaltou dr. Ronaldo, que trabalha junto ao postulador da causa, no Vaticano, Paulo Villota.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]