2194
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 06/03/2019 17:30

Campanha da Fraternidade 2019 incentiva fiéis a participarem efetivamente das políticas públicas

O bispo da Diocese de Guaxupé, Dom José Lanza Neto, comentou o tema e enfatizou a sua importância
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Campanha da Fraternidade 2019 incentiva fiéis a participarem efetivamente das políticas públicas

Está sendo lançada oficialmente nesta quarta-feira, 6 de março, a Campanha da Fraternidade deste ano, que tem como tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça”. Proposto pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, o assunto remete ao estímulo, por parte da Igreja, para que os fiéis participem cada vez mais das questões político-sociais, que são, na verdade, de interesse coletivo, mas no País muito pouco discutidas e, o que é pior, bastante mal interpretadas por boa parte da população. Em Guaxupé, a “CF 2019” foi comentada pelo bispo diocesano, Dom José Lanza Neto, o qual representa o catolicismo em mais de quarenta municípios e reconhece sua responsabilidade no tocante ao incentivo à participação popular, relativamente à coisa pública.

Lançada tradicionalmente pela Igreja um dia após o Carnaval, com a chamada “Missa de Cinzas”, a Campanha da Fraternidade visa estimular a inserção de seus fiéis às esferas públicas de participação. Em vez de restringir a vida política ao processo eleitoral ou partidário, CNBB valoriza com a campanha deste ano a participação na vida pública como forma de fortalecer a vida social e suas relações. “O objetivo é estimular a participação em Políticas Públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade. Isso implicará numa série de ações práticas em todas as comunidades católicas do país, entre elas: conhecer a formulação e a aplicação das Políticas Públicas estabelecidas; propor Políticas Públicas que assegurem os direitos sociais aos mais frágeis e vulneráveis; estimular a presença de cristãos nos conselhos e espaços de participação popular; e promover formação política de membros de nossa Igreja, em vista do exercício da cidadania”, explicou padre Sérgio Bernardes, da comunicação social da Diocese.

Para o bispo de Guaxupé, a vivência da campanha ajuda os cristãos a experimentar uma espiritualidade autêntica e aberta à realidade. “A Igreja tem a grande responsabilidade de levar os fiéis batizados a uma busca profunda do seu ser cristão, sua identidade e sua missão. Sem esse olhar e o mergulho na pessoa de Jesus, vislumbrando uma conversão sincera e uma espiritualidade forte, cai na superficialidade, ficando alheia a todo o mundo ao seu redor, que possui dinâmicas próprias, nem sempre convergentes aos valores cristãos”, destacou Dom José Lanza Neto, que lembrou, com fé, a mensagem do papa Francisco, enviada às comunidades brasileiras, sobre o impacto do lema inspirador da campanha, retirado do texto bíblico do profeta Isaías: “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (1, 28). “Os cristãos devem buscar uma participação mais ativa na sociedade como forma concreta de amor ao próximo, que permita a construção de uma cultura fraterna baseada no direito e na justiça”.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]