226
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 28/08/2019 12:34

Grupo Paralelo reconta "Os Saltimbancos", do musical de Chico Buarque

Peça, exibida em duas sessões, atraiu ótimo público e consagrou, de novo, o "Paralelo" para espetáculos onde o talento de crianças e pré-adolescentes é valorizado
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Grupo Paralelo reconta

O Grupo Paralelo de Teatro exibiu, com sucesso absoluto, neste fim de semana, a peça "Os Saltimbancos", inspirada no musical de Chico Buarque, feito em 1977, como crítica ao regime político daquela época. Exibido em duas sessões, o espetáculo destacou a qualidade do elenco, em sua maioria constituído por crianças e pré-adolescentes.
A obra, apresentada ao grande público no Teatro Municipal Arlete Souza Mendes, em Guaxupé, recontou a história de animais que, cansados da exploração de seus barões, fugiram para a cidade grande, a fim de se tornarem artistas. Com uma hora e meia de duração, o conto sucedeu, também, o clássico de Sérgio Bardotti e Luis Enríquez Bacalov, os quais, por sua vez, se inspiraram em “Os músicos de Bremen”, dos Irmãos Grimm(1785-1863).
De acordo com o diretor de "Os Saltimbancos/Paralelo-Guiaxupé", Willian Rodrigues, o objetivo foi mesmo "oxigenar" a mente do público atual, sobre a recriação de Chico: "O espetáculo todo, em si, é uma critica muito grande a tudo que viviam principalmente na época da Ditadura Militar! Por isso, o espetáculo é tão famoso! A "Gata", por exemplo, representa a classe artística, que na época era censurada. E enfatizamos isto no sentido de você ser livre para fazer o que bem quiser e ter o respeito. Não desistindo jamais de seus desejos e sonhos", detalhou ele.
Do elenco, que ensaiou cerca de um mês apenas para a exibição, o contentamento foi grande após os dois shows: "Fiquei muito feliz por participar de uma peça tão importante, que pode ser vista com diferentes olhares", comentou Beatriz Silva, que fez o papel de "menina da cidade grande". "Somos, na verdade, privilegiados com estas oportunidades que o Willian nos dá", completou Alice Roque, que intepretou a "Galinha". Além delas, atuaram ainda os artistas Gabriel Lopes, Felipe Silva, Maria Fernanda Marques, Mariana Campesi, Manuela Guimarães, Thaynara Xisto, Maria Clara Jeronymo, Maria Tereza Braga, Olavo Guimarães, Laura Pinnat e Lavínia (maquiagem de Taty Lopes e apoio de "Pintando o 7 Decorações" e "Casa Comigo - Paula Michelli").
Num processo dinâmico de cultura e arte, o Grupo Paralelo já se prepara para as próximas atividades: "Em setembro vamos fazer a primeira mostra de teatro com espetáculos que lidam com temas delicados, como suicídio, bullying e suas consequências. A mostra tem como intuito entregar projetos que falem sobre a valorização da vida, que tragam uma conscientização. Em outubro faremos espetáculo para a "Semana das Crianças" e, em dezembro, para o Natal", finalizou o diretor Willian, muito feliz com o bom momento de seu Grupo Paralelo de Teatro.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]