117
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 17/02/2017 12:38

Prefeitura de Guaxupé assina convênio e com amparo legal fará parcerias com empresas para inserir jovens no mercado de trabalho

Os jovens cumprirão uma jornada de 04 horas de trabalho nas empresas e na sexta-feira vão pra dentro da sala de aula
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis

A Prefeitura de Guaxupé recebeu representantes da sociedade civil nesta manhã de sexta-feira, 17 de janeiro, para apresentar o convênio firmado com a ONG Rede Cidadã. Do acordo, a partir de agora, jovens com idades entre 14 e 24 anos receberão suporte para o preparo e a inserção ao mercado de trabalho. Muito comemorada, a conquista foi divulgada em reunião na Sala de Eventos Eloadir de Almeida Vieira.

 A partir de agora as empresas de Guaxupé terão o respaldo legal, através da Lei 10.097/2000, conhecida como a “Lei da Aprendizagem” para dar a oportunidade de emprego na condição de aprendiz aos jovens. Além do emprego, serão oferecidos os mais diversos cursos profissionalizantes e totalmente gratuitos. Tudo isso está sendo possível depois que a Prefeitura assinou um convênio com a ONG Rede Cidadã.

“Embora exista a obrigatoriedade de contratação para as empresas de médio e grande porte, a cota obrigatória de aprendizes está fixada em 5%, e 15% calculada sobre o total de empregados cujas funções demandem formação técnica profissional. A partir de agora, com a Rede Cidadã, iremos preparar estes jovens e levá-los às empresas existentes no município e que possuem condições de atender esta cota”, explicou Claudinei Vitor, secretário municipal de Desenvolvimento Social.

Para fazer parte do programa, de segunda à quinta-feira os jovens cumprirão uma jornada de 04 horas de trabalho nas empresas e na sexta-feira vão pra dentro da sala de aula para a qualificação profissional. No final do mês recebem sua remuneração. “O programa permitirá que consigamos acompanhar não somente o jovem aprendiz, mas a parceria prevê, inclusive, que façamos o acompanhamento da família pela rede sócio assistencial – Rede de Proteção”, explicou o secretário.

De acordo com Christiane Loureiro, representante da Rede Cidadã, o programa prevê o compromisso com a empregabilidade: “Ao término do Programa de Aprendizagem Profissional Rede Cidadã, os jovens podem ser efetivados como profissionais da empresa que os formou. Isso geralmente acontece. Caso não seja efetivado, temos o compromisso de encaminhá-los para novas oportunidades no mercado de trabalho com as empresas parceiras do projeto”, explicou.

Segundo o prefeito Jarbinhas, dar oportunidade a estes jovens, é restaurar o valor da vida e do trabalho: “Embora enfrentamos uma crise econômica, mais do que nunca é hora de darmos oportunidades, especialmente a estes jovens que buscam o primeiro emprego e consequentemente uma qualificação profissional. O trabalho dignifica o homem! Poder, com autorização de lei, dar oportunidade a um adolescente de 14 anos é justo. Eles terão uma carga horária para cumprir dentro de uma empresa, bem como terão que frenquentar a escola de ensino formal, do ensino médio à faculdade, e ainda, uma vez na semana se qualificarem nos cursos que serão oferecidos. Se prestarmos atenção, o jovem que é inserido na Rede Cidadã, ele não tem tempo ocioso. Estará sempre ocupado e isso o deixará mais responsável, qualificado e longe da criminalidade”, finalizou.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]