410
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 28/05/2019 23:17

Reitores de épocas distintas no Unifeg ministram palestras na Escola Américo Paiva, em Monte Santo

Os professores Arthus e José Lázaro são fotografados com uma das turmas de estudantes a quem a dupla de especialistas em Educação transmitiu conhecimento e experiência de vida
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Reitores de épocas distintas no Unifeg ministram palestras na Escola Américo Paiva, em Monte Santo

O reitor das escolas da Fundação Educacional Guaxupé, professor doutor Reginaldo Arthus, e o ex-dirigente da instituição, professor mestre José Lázaro de Souza, ministraram palestras na Escola Estadual Américo de Paiva, que fica na cidade de Monte Santo de Minas. As aulas especiais, aplicadas a alunos concluintes do ensino médio, aconteceram nesta terça-feira, 28 de maio, tendo como foco principal auxiliar aos jovens quanto às profissões pretendidas. Mais do que isto, os educadores estabeleceram um diálogo enriquecedor com os estudantes, cuja camada da sociedade, na maioria das vezes, está sendo incompreendida por boa parte dos adultos. Donos de currículos invejáveis não só na área científica, mas principalmente no setor socio-humanitário, Arthus e Zé Lázaro foram muito elogiados por conta dos pontos de vista propostos.

Os palestrantes falaram com turmas distintas, tendo os encontros ocorrido primeiramente de manhã, para alunos da parte urbana da cidade, e à tarde, a moradores da zona rural. Em suma, os especialistas em Educação frisaram a importância do descobrimento, onde a juventude precisa ter seus talentos despertados. Detentores de conhecimento em diferentes ciências, além da vasta experiência na vida acadêmica, os especialistas transmitiram aos espectadores mensagens bastante diferentes de palestras habituais. Neste sentido, tranquilizaram aos jovens, cuja maioria demonstra incertezas não só ligadas às profissões a serem escolhidas, mas principalmente quanto a indagações de caráter pessoal. Entre os espectadores, os ensinamentos dos dirigentes escolares despertaram uma espécie de “semente” que, segundo os próprios estudantes, está adormecida, mas pronta a ser germinada: “Sem dúvida, foi uma palestra excelente”, disse o aluno Laércio Alcântara. “É a partir do diálogo que se constrói uma vida” compartilhou a colega dele, Carolaine dos Reis. Complementou o estudante Mário Antônio de Souza Machado.

 

O melhor exemplo está dentro de casa!!!

Prova vida de que a Educação abre portas valiosas, a professora Priscila Maria dos Santos, há quinze anos na Escola Américo de Paiva (na condição de efetiva), formou-se em Letras pelo Unifeg e, hoje, está no penúltimo período do curso de Direito, também pelo Centro Universitário de Guaxupé, tendo inclusive já sido aprovada nos exames da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Vereadora em Monte Santo, com o currículo marcado por relevantes préstimos à sociedade, a educadora em questão comentou: “Com certeza, toda palestra que temos aqui é importante, pois traz uma realidade do ‘pós-ensino médio’, as possibilidades que terão no curso superior e no próprio mercado de trabalho. Todos os anos que trazemos o pessoal do Unifeg viabilizamos um ‘norte’ aos alunos, para que se tornem profissionais capacitados. Então, sei da importância da Educação! Tudo o que podemos trazer aos meninos para acrescentar em conhecimento, a gente faz, para mostrar a eles que é possível melhorar, se tornar uma pessoa de bem. E a Educação é o caminho!”, enfatizou Priscila.

 

“Fazê-los voltar a sonhar”

Evidentemente felizes com a boa repercussão de suas palestras, os professores convidados ressaltaram: “A juventude é a primeira matéria-prima da humanidade. Então, é muito importante olhar nos olhos deles e verificar a maneira como estão sendo encorajados ou desencorajados pela vida. Esse é o papel do educador: fazê-los voltar a sonhar, pois, infelizmente, no País, desprezamos muito a juventude, jogando tudo nas costas dela, com as famílias querendo que elas já saiam, por exemplo, prontas, e com o sucesso garantido! E, muitas vezes, isto atrapalha, pois os jovens encontram-se em sua maior efervescência, de inquietude em seus corações”, enfatizou o reitor Arthus. “Então, estas visitas que fazemos às escolas públicas têm a missão de dizer que eles são capazes, incríveis, têm talentos, não devem baixar a guarda, não ser vencidos pela baixa auto-estima, ainda que a família, a escola e a sociedade continuem cobrando”, acrescentou o reitor Arthus, cujas palavras foram endossadas pelo professor José Lázaro. – VEJA, nesta matéria, as fotos das duas palestras, realizadas de manhã e à tarde, na Escola Estadual Américo de Paiva. - CLIQUE AQUI e veja esta matéria em vídeo!!!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]