3998
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 25/05/2016 19:56

Aulas de futsal do Exército do Bem visam formar homens de honra, antes de grandes atletas

Atividades da "ONG DO Peixão" ocorrem de segunda à sexta, a partir das 18h, gratuitamente
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Aulas de futsal do Exército do Bem visam formar homens de honra, antes de grandes atletas

Acontecem às segundas e quartas-feiras, a partir das 19h (até às 20h30), as aulas de futsal infanto-juvenil do Exército do Bem, ministradas pelo esportista Vagner Tadeu Prado. Totalmente gratuitas, as atividades vão ao encontro do progresso social, por meio do esporte e da valorização às comunidades envolvidas. Fruto de uma iniciativa do líder comunitário Marcelo de Souza Andrade, o Peixão, a entidade criada há pouco mais de três anos, em parceria com o Jornal JOGO SÉRIO, oferece várias oficinas a crianças e adultos, além de propor, ainda, lazer e religiosidade às famílias dos bairros próximos.

O futsal do professor Wagner atende a crianças com idades a partir de 7 anos, com um limite máximo de 17 anos: “Nosso foco principal são mesmo os pequeninos, pois o objetivo do projeto, além do futebol, é ensinar que o bem sempre deve prevalecer. Em nossa humildade, vamos tocando as aulas, disciplinando a molecada e as ajudando a ficar longe de problemas nas ruas”, disse o instrutor, que trabalha, regularmente, com cerca de cinquenta alunos, de várias idades. A eles, durante as aulas, são dadas oportunidades de crescimento físico, tático e humanitário: “Eles são atraídos pelo futebol, que é a paixão nacional. Aí, quando percebem, já estão envolvidos em amizades, se respeitando e vivendo em comunidade”, complementou o professor.

Sediada numa quadra poliesportiva anexa à Escola Municipal Dr. Carlos de Souza Ribeiro, entre o Catetos e o Jardim Recreio, a ‘ONG do Peixão’ funciona de segunda à sexta, sempre a partir das 18h, com aulas gratuitas de futsal, capoeira, kung fu, muay thai, dança, religiosidade e lazer pleno (lá, diga-se de passagem, não se entra se estiver consumindo bebidas alcoólicas, cigarros e afins). Por estes dias, vale lembrar, os esforços do ‘Exército’ (hoje presidido pelo universitário Kahuan Willian, do Catetos II) direcionam-se à realização da Festa Junina 2016, quando famílias de vários bairros participam da reza de um terço e, depois, degustam quitandas oferecidas pelo Exército do Bem, com donativos ofertados por empresas e o próprio poder público.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]