6993
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 20/04/2017 18:19

Autoridades atendem à denúncia de suposta degradação ambiental em Guaxupé

Vereadores, membros da Prefeitura, formadores de opinião e ambientalistas agiram em conjunto
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Autoridades atendem à denúncia de suposta degradação ambiental em Guaxupé

Autoridades dos poderes Legislativo e Executivo em Guaxupé atenderam, nesta tarde de quarta-feira, 19 de abril, à denúncia de ambientalistas, de que as obras de construção do Jardim Limoeiro, em pleno andamento, estariam prejudicando área de preservação permanente naquelas proximidades. O Jornal JOGO SÉRIO acompanhou o desenrolar dos fatos e divulga as intervenções nesta matéria.

O relato era de que maquinários da loteadora soterravam minas d’água e arrancavam árvores em local proibido. “Faz quinze anos que plantamos árvores aqui, mas hoje o pessoal está fazendo loteamento sem planejamento, prejudicando Guaxupé, numa área verde. Os vereadores vieram e enxergaram nosso sofrimento por ver as máquinas arrancando árvores que plantamos, ‘não estão nem aí!’”, disse Rafael Diogo, que acompanhado de seu colega, Gustavo Teixeira, acionou instituições para comprovar sua acusação.

No local, os vereadores Paulo César Beltrão (Paulinho), Francis Osmar da Silva, Donizetti Luciano dos Santos (Zettinho) e Francisco Timóteo (Chico) ouviram às reivindicações e opinaram: Estamos representando a Câmara, pois é um assunto de importância, haja vista que trata-se de um loteamento e uma possível irregularidade”, disse Paulo César Beltrão. “Pelo que a gente viu aqui, não está certo o negócio”, continuou Donizetti Luciano dos Santos (Zettinho). “Viemos para fazer a investigação sobre esta área que não está sendo respeitada e daremos andamento”, participou Francis Osmar da Silva. “Fico muito triste, pois moro nesta região desde 1976 e conheço bastante este local, onde a Copasa captava água para consumo da população. A gente tomará sim uma providência, pois há várias minas d’água e há lugar com sujeira a dois metros das nascentes”, denunciou Francisco Timóteo, o Chico.

Também presente ao local, o secretário municipal de Meio Ambiente, Marcos Emanuel Maia, comentou: “Nós recebemos a denúncia referente à limpeza do Jardim Limoeiro. Visualmente, constatamos que o serviço está ocorrendo em área de APP, sendo que a equipe técnica da Prefeitura estará no local, a fim de vistoriar e tomar as medidas necessárias e cabíveis. Esta é uma área particular, tendo já sido dado entrada, na Prefeitura, o pedido de loteamento, o que ainda não está aprovado. Por enquanto, eles têm uma licença para limpeza, respeitando os 30m que margeiam a APP e as nascentes”, ressaltou o secretário.

Também o representante da Pavidez, Ronaldo de Castro Pellozo, esteve no local para defender a empresa, tendo ele garantido que a construtora jamais faria algo fora da legalidade, haja vista a quantidade de construções já realizadas, sem qualquer problema de natureza ambiental: “Nós entraremos em contato com a área técnica, pois o que eles decidirem, junto ao Meio Ambiente da Prefeitura, estará decidido. Vou mandar a máquina parar agora até revolvermos tudo isto”, disse Ronaldo.

Dedicados à proteção ambiental, os jovens responsáveis por acionar as autoridades deixaram claro: “Não queremos criar empecilho nenhum, pois sabemos da importância do desenvolvimento urbano. Mas também temos a consciência da importância da água para a humanidade. Aqui, é abençoado por Deus, com muitos recursos hídricos, mas tem que preservar,pois o pessoal quer passar as máquinas muito próximo às nascentes. Só queremos preservar o direito de ter uma água boa para matar a nossa sede e a de todo mundo”, complementou Gustavo.

 

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.