111
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 03/05/2018 18:54

Para sair do papel, Guaxu Nascentes buscará forças na própria comunidade

Luciano Reis, autor da iniciativa (ao centro), iniciou a coleta de assinaturas para concretizar o primeiro projeto de iniciativa popular da história de Guaxupé
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Para sair do papel, Guaxu Nascentes buscará forças na própria comunidade

O Programa “Guaxu Nascentes”, idealizado pelo líder ambiental Luciano Reis, de Guaxupé, será mesmo feito por iniciativa popular. A decisão foi tomada por ele, nesta noite de quarta-feira, 2 de maio, durante encontro promovido pelo referido cidadão, na Câmara Municipal, com a participação de autoridades eclesiásticas, civis e militares, representantes de classes, estudantes e ambientalistas. Após mais de três anos tentando concretizar a iniciativa junto ao poder público, agora o propositor buscará forças na própria comunidade, onde coletará assinaturas para elaborar o primeiro projeto de iniciativa popular da história do Município.
Luciano conduziu uma reunião com extensa camada da sociedade. Em aproximadamente três horas, o autor da iniciativa expôs seus objetivos, dando conta de que o Guaxu Nascentes constará do aproveitamento de áreas distintas da cidade, com mananciais e espaço para edificações e exploração saudável de recursos naturais. "O objetivo é criar núcleos sociambientais onde crianças, adultos e idosos, da cidade inteira, encontrem ambientes salutares para conviver. E cada um destes núcleos será administrado por uma entidade social, pois elas terão meios de explorar o artesanato, a horticultura, entre outros benefícios", explicou Luciano.

Núcleo da Apae
Como projeto-piloto, foi apresentado, na reunião da Câmara, o núcleo do "Guaxu..." que atenderá à Apae, tendo a maquete eletrônica sido construída por alunos dos cursos de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo do Unifeg. No plenário, um grupo de universitários detalhou todo o processo e execução, tendo eles sido dirigidos, no local, pelo professor Moacyr Cyrino (Titi). Com instalações modernas, o núcleo estabelecerá áreas para os alunos da própria Apae, além de espaços de convivência com comunidades próximas (o objetivo é aprovetiar uma área no Parque do Lago, com açude e floresta). - Também alunos da Publicidade e Propaganda do Unifeg estiveram presentes, os quais auxiliarão na construção do marketing para o Guaxu Nascentes.

Quem foi?
Já por parte do Poder Executivo, a nova secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento, Ceres Almeida Magalhães, marcou presença com sua equipe. A assessora do atual governo municipal, no entanto, não emitiu nenhum parecer do Município, de ser favorável ou contrário à iniciativa de Luciano. Ainda entre as autoridades, o padre Reginaldo José dos Santos, Cura da Catedral, fez um pronunciamento de incentivo ao Guaxu Nascentes.
Ainda sobre o encontro, da Câmara Municipal estiveram presentes o presidente Danilo Martins de Oliveira e os vereadores Francis Osmar da Silva, Leonardo Donizetti de Moraes, João Fernando de Souza, Maria José Cyrino Marcelino, Francisco Timóteo de Rezende, Luzia Angelini Silva, Paulo César Beltrão, Donizetti Luciano dos Santos e Wilson Ruiz de Oliveira. Membros do Rotary Clube Cafezais, do Clube de Desbravadores - Adventistas, Parlamento Jovem/Escola do Legislativo, clubes de terceira idade, profissionais liberais e ambientalistas também se fizeram representar, no evento.

Iniciativa Popular
O projeto "Guaxu Nascentes" foi apresentado no início deste ano, na Câmara, pelo vereador Zettinho, com os apoios dos demais legisladores. Porém, o conteúdo não chegou a ser apreciado em plenário, haja vista que recebeu parecer contrário do Instituto Brasileiro de Administrações Municipais, a quem a Câmara enviou o projeto, para consulta jurídica de legalidade. De acordo com o IBAM, que pontuou os "vícios" da matéria, temas desta natureza devem ser apresentados pelo Executivo. Porém, até então não houve sucesso, por parte de Luciano Reis, junto à municipalidade, tendo ele optado pela iniciativa popular. "Precisaremos das assinaturas de, ao menos, 5% do eleitorado local, que está na casa dos trinta e cinco mil eleitores. Mas, com certeza, pegaremos mais, pois a cidade quer este projeto, que é feito com boa vontade, sem interesse particular e com o objetivo de beneficiar as futuras gerações", finalizou Luciano, que garante ter o apoio de organizações, como fundos sociais de bancos privados, empresas, entre outras.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]