3581
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 28/07/2017 16:24

Pai e filha são presos pela Polícia Civil por tráfico de drogas em Poços de Caldas

s suspeitos promoviam festas na residência situada à rua Costa do Marfim, com participação de menores, onde haveria consumo de álcool e drogas e havia movimentação atípica, indicativa que o imóvel se tratava de um ponto de tráfico
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Pai e filha são presos pela Polícia Civil por tráfico de drogas em Poços de Caldas

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em Poços de Caldas, na quinta-feira (27) prendeu Francisco Lopes e a filha dele, Mariane Domingues Lopes, suspeitos de tráfico de drogas no bairro Parque das Nações, zona Sul da cidade.

Pai e filha foram presos em flagrante na residência deles, onde foram encontradas drogas (maconha e ecstasy), uma agenda com anotações referentes à contabilidade do tráfico e munições de calibres variados.

Os suspeitos promoviam festas na residência situada à rua Costa do Marfim, com participação de menores, onde haveria consumo de álcool e drogas e havia movimentação atípica, indicativa que o imóvel se tratava de um ponto de tráfico.

Durante buscas, foi encontrada no quarto de Mariane, sobre o guarda-roupas, uma bolsa contendo oito tabletes de maconha, dentro do guarda-roupas encontraram um comprimido de cor verde, semelhante a ecstasy, além de uma agenda com anotações referentes à contabilidade do tráfico. Em uma gaveta de uma cômoda encontraram oito munições de calibres variados, além de um outro comprimido de cor branca, semelhante a ecstasy e um invólucro plástico contendo certa quantidade de maconha. Dentro da fronha do travesseiro, encontraram outro invólucro contendo maconha.

Assim que tomaram conhecimento de que a Polícia encontrou as drogas, pai e filha começaram a atribuir a responsabilidade sobre o entorpecente, um para o outro, sendo que o pai dizia que a filha estava vendendo drogas, ao passo que a filha alegava que o pai que teria “armado as drogas para ela”.

Em razão de tais fatos, foi dada voz de prisão em flagrante delito aos conduzidos, sendo-lhe assegurados seus direitos constitucionais, e logo depois foram apresentados à Delegacia de Polícia, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante delito, sendo pai e filha encaminhados ao sistema prisional, ficando à disposição da Justiça.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]