5118
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 05/09/2017 09:43

Quadrilhas explodem agências bancárias em São Pedro, Campos Gerais e Itanhandu

Madrugada aterrorizante resultou em muito trabalho para a PM, além de ter deixado os moradores das cidades atacadas apavorados; saldo negativo está sendo contabilizado nos locais, nesta manhã de terça, 5 de setembro (Foto: Divulgação)
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Quadrilhas explodem agências bancárias em São Pedro, Campos Gerais e Itanhandu

Cerca de dez homens fortemente armados explodiram a agência do Banco do Brasil, em São Pedro da União, nesta madrugada de terça-feira, 5 de setembro. A ação, ousada e muito bem estruturada, foi a segunda em onze meses, naquele município. Numa madrugada bastante turbulenta para a Polícia Militar, quadrilhas praticaram ainda os mesmos crimes contra agências do Bradesco, em Itanhandu, e da Caixa Econômica Federal, na cidade de Campos Gerais. Em todos os casos, ninguém foi preso, embora as autoridades mantenham intenso rastreamento, a fim de localizar os responsáveis e prendê-los.

O ataque em São Pedro aconteceu por volta das 3h, quando a cidade foi “despertada” pelo estrondo dos tiros e das explosões ao banco. Durante quase trinta minutos, bandidos agiram com violência até acessarem o cofre, que fica no subsolo do “BB” (ainda não foi divulgado o quanto de dinheiro os assaltantes levaram). A PM sampetrense, apesar de ter acionado reforços de Guaxupé, Guaranésia, Juruaia e Muzambinho, não conseguiu deter a quadrilha, que portava armamento de canos longos e fugiu em três veículos. – Em outubro de 2016, também aproximadamente dez homens explodiram as agências do Banco do Brasil e da Sicoob, naquela cidade, tendo deixado para trás artefato de bomba, o que resultou na intervenção de agentes do Batalhão e Operações Especiais, para o desarme do explosivo.

Ainda com relação à série de ataques ocorrentes nesta madrugada, pela região, as autoridades acreditam que no Bradesco de Itanhandu também dez homens participaram da ação delituosa. Já em Campos Gerais, onde a quadrilha detonou a CAIXA, houve confronto com a PM, mas os bandidos fugiram em quatro automóveis. A polícia, após as tentativas de combater os criminosos, mantém intenso rastreamento no Sul do Estado, tentando obter pistas que a leve até os responsáveis pelo crime. Em todos os casos, vale lembrar, não houve registro de pessoas baleadas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]