533
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 20/06/2018 09:01

PM de Guaxupé captura assaltantes do Posto Ipiranga pouco depois do crime

Militar conduz um dos envolvidos pela Rua Maria Antonieta Ricciardi, no Bebedouro; diligências em área alagadiça e no bairro onde os demais foram pegos denotaram a complexidade da ocorrência, que foi concluída com êxito
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis PM de Guaxupé captura assaltantes do Posto Ipiranga pouco depois do crime

A Polícia Militar de Guaxupé apreendeu três adolescentes nesta noite de terça-feira, 19 de junho, logo após o trio ter assaltado o Posto Floresta/Ipiranga, que fica no Bairro Bebedouro. Ousados, os autores utilizaram uma faca para intimidar as vítimas, mas foram surpreendidos pela destreza das autoridades, que os capturaram, apreenderam a arma usada e ainda recuperaram o dinheiro roubado. Em contrapartida, apesar do êxito policial, a ocorrência terminou com um sabor misto, embora a PM mesmo não tenha comentado nada a respeito: os menores, após colocarem as vidas de terceiros em risco, foram libertados pouco depois de terem sido ouvidos na Delegacia, por falta de um local adequado para mantê-los detidos.

O assalto aconteceu por volta das 21h30, quando os jovens, com idades entre 16 e 17 anos, invadiram o Posto, abordaram ao trabalhador e retiraram-lhe quantia ainda não divulgada (de acordo com a direção do estabelecimento, havia apenas notas miúdas e moedas, para ‘troco’ a clientes). Numa ação rápida, os adolescentes fugiram pela Rua Maria Antonieta Ricciardi, aproveitaram o matagal de uma chácara particular e se esconderam nas imediações. Acionadas, equipes da PM cercaram o local e capturaram o primeiro autor, de 16 anos, que é morador da Vila Campanha. Pouco depois, já no Bairro Colmeia I, localizaram os outros dois, ambos com 17 anos, tendo inclusive o dinheiro do assalto sido encontrado.

Na sede da 79ª Cia. PM/MG, os militares de serviço registraram boletim de ocorrência e conduziram os autores à Delegacia de Polícia Civil. No local, os menores foram ouvidos por autoridade plantonista e liberados, para responderem pelo delito em liberdade. Isto, conforme já habitual em Guaxupé, ocorre pela falta de uma unidade prisional adequada, conforme determina o Estatuto da Criança e do Adolescente. Apesar da visível frustração por conta do desfecho da história, os policiais foram enfáticos em afirmar que se mantêm firmes na prestação de serviço às pessoas de bem, independente das circunstâncias. – Vale lembrar que a PM teve muito trabalho nas diligências, tanto em área alagadiça, nas proximidades do local do crime, quanto na busca pelos demais envolvidos, já em suas residências.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]