642
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 25/01/2019 09:05

Preso suposto líder de quadrilha especializada em sequestrar gerentes bancários e espalhar terror pela região

Bruno Boldrini, de 19 anos, foi capturado em Juruaia, pela Polícia Civil
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Preso suposto líder de quadrilha especializada em sequestrar gerentes bancários e espalhar terror pela região

A Polícia Civil prendeu, nesta tarde de quinta-feira, 24 de janeiro, o guaxupeano Bruno Boldrini, de 19 anos, apontado como líder da quadrilha especializada na prática do crime conhecido como “sapatinho”, quando gerentes bancários são sequestrados e obrigados a abrirem agências para os roubos. A ação das autoridades, que aconteceu em nível regional, deve tranquilizar as pessoas de bem, no que diz respeito à incidência deste tipo de delitos no Sudoeste de Minas Gerais.

Boldrini foi capturado numa sobreloja, na cidade de Juruaia, por equipes da PC de Nova Resende, Guaxupé e Muzambinho. “É o líder da quadrilha de sequestros de gerentes de bancos, o que a gente chama de ‘sapatinho’. Ele tem mandados de prisão por Guaxupé, Muzambinho, Nova Resende, Cabo Verde e outros locais. Ele é o cara que age com violência contra as vítimas e, hoje, o encontramos numa sobreloja em Juruaia. Ele tentou escapar, mas acabou sendo preso e já encontra-se a caminho do Presídio Guaranésia/Guaxupé”, informou o delegado Manoel Nora, de Nova Rezende, que atuou na operação.

Além de Bruno, a PC já deteve outros suspeitos de integrarem a quadrilha, sendo que os criminosos foram pegos em cidades como Juruaia, Paulínia, Sumaré, Guaranésia e Guaxupé. Especializados em invadir residências de gerentes, render seus familiares e deixá-los em pânico até que toda a ação seja concluída, os bandidos agora responderão por uma série de crimes, como assalto à mão armada, formação de quadrilha, tortura, entre outros.

Conforme as investigações, um dos assaltos realizados pelo bando aconteceu recentemente, em Guaxupé, contra a agência do Itaú, onde o gerente foi sequestrado em sua própria casa, que fica no Residencial Nova Floresta. Após uma noite toda à mercê dos bandidos, no início da manhã o profissional foi obrigado a levar os bandidos à agência, onde eles levaram armas de fogo e cerca de R$ 300 mil em dinheiro. Parte destes valores e as armas, segundo consta, foram localizados com um suspeito, em Paulínia, há poucos dias. De acordo com a polícia, o trabalho continua, haja vista que ainda falta pelo menos dois integrantes do grupo para serem presos.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]