2384
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 26/09/2019 08:42

PM de Muzambinho prende traficante pouco após venda de crack a empresário

Dono da droga informou à polícia que adquiriu os produtos em Guaxupé, sendo que as autoridades agora investigarão a origem do entorpecente, apreendido na cidade de Muzambinho
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis PM de Muzambinho prende traficante pouco após venda de crack a empresário

Dois homens foram presos pela Polícia Militar de Muzambinho nesta quarta-feira, 25 de setembro, por envolvimento com drogas. A ação, muito bem sucedida pelas autoridades, desbaratou, na verdade, um esquema de tráfico de entorpecentes, com conexões entre os municípios muzambinhense e guaxupeano.
O flagrante aconteceu por volta das 23h, quando a PM recebeu informações anônimas de que o mototaxista A. O. S., de 35 anos, havia vendido crack ao empresário R. B., de 40 anos, no estabelecimento do referido usuário, uma academia localizada na área central da cidade. Rádida, a polícia abordou o suposto traficante numa motocicleta CG Titan KS, 150"", de cor cinza, ano 2007. Com ele foram encontrados R$ 100,00 no bolso e mais R$ 747,00 na carteira.
Informado da denúncia, o rapaz teria admitido a venda de crack ao consumidor e que recebeu R$ 100,00 pelo tráfico. Com a confissão, a PM compareceu à casa do indivíduo, onde achou mais quatorze papelotes, cada um com três pedras de crack, prontas para o comércio. No imóvel foram recolhidos, ainda, R$ 1.400,00 em dinheiro e um cheque de R$ 3.600,00, cujos valores ele não soube explicar a procedência. A respeito da traficância, A. O. narrou ter comprado a droga em Guaxupé, sendo que a polícia agora investigará a origem dos produtos.
Em meio ao flagrante do mototaxista, a PM foi até a academia de R. O., o qual se assustou com a presença da viatura e tentou jogar no vaso sanitário a droga adquirida. Porém, os patrulheiros foram mais rápidos e localizaram as pedras de crack, assim como uma porção de maconha (pesagem não divulgada). O empresário, desta forma, admitiu ter efetuado negócio com A. O., quando foi detido por posse de entorpecentes e conduzido ao Quartel PM, onde o traficante já estava preso (e sua moto apreendida) - Veja, posteriormente, o desdobramento deste caso.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]