853
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 19/02/2018 11:34

Deputado Emidinho Madeira alerta para as previsões da nova safra de café

Emidinho: "A cafeicultura e o agronegócio brasileiro como um todo tem sido o pilar sócio-econômico nacional"
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Deputado Emidinho Madeira alerta para as previsões da nova safra de café

Diante de um cenário atual positivo para a safra de café que se aproxima, o deputado estadual Emidinho Madeira fez um alerta ressalva sobre as previsões de safra que já começam a aparecer. Segundo o parlamentar, que também é cafeicultor no Sul de Minas e uma das principais lideranças do setor rural no Estado, é preciso organizar este eixo da cafeicultura. “Hoje em dia não temos mais espaço para estatísticas sem credibilidade. Toda a cadeia produtiva do café está bastante organizada e se desenvolve a cada dia, porém as previsões de safra de algumas instituições deixam a desejar e estão sem credibilidade devido aos erros cometidos no passado. Todos os anos, quando se aproxima a véspera da colheita, surgem as especulações, na maioria das vezes prevendo safras bem acima da realidade, o que ocasiona a queda nos preços e grandes prejuízos, principalmente aos produtores. A especulação beneficia somente quem não produz. É inadmissível uma situação de total descrédito como a que vivenciamos há muitos anos. Precisamos de uma ação mais profissional quando divulgamos uma previsão de safra de modo a conferir mais segurança e tranquilidade aos cafeicultores”, frisou o deputado.

Em recente entrevista do presidente do CECAFÉ – Conselho dos Exportadores de Café do Brasil, Nelson Carvalhaes, ao programa Mercado do Campo (Canal do Boi), ele afirma não haver muitas possibilidades de baixa nos preços. “Em 2017 o Brasil exportou 31 milhões de sacas de café e outros 21 milhões foram utilizados no consumo interno e hoje nossos estoques estão baixos. Podemos ter boa safra, mas não teremos excesso de café. Não há motivos para altas e acho que os preços serão mantidos”, justificou Carvalhaes, que também apontou números positivos do setor. “Atualmente em torno de 130 países compram o nosso café e temos um aumento de 1,5 a 2% no consumo mundial. O mercado asiático corresponde a 52% da população mundial e está se iniciando no hábito de tomar café, portanto, para os próximos anos a expectativa é de um grande aumento mundial no consumo de café”, descreveu o presidente do CECAFÉ.

“A cafeicultura e o agronegócio brasileiro como um todo tem sido o pilar sócio-econômico nacional. A nossa produção de café está em franco desenvolvimento tanto em quantidade como em qualidade. Este esforço envolve uma gama de setores como produção, transformação, indústria, exportação, enfim, não cabe mais na atual conjuntura ficarmos à mercê da especulação, que tem prejudicado, ao longo de muitos anos, milhares de famílias de pequenos, médios e também grandes produtores. O momento é de um amplo debate sobre o assunto”, finalizou o deputado Emidinho Madeira, que aproveitou para anunciar um evento que está sendo organizado pelo ConCafé – Consórcio Público para o Desenvolvimento do Café no Sul e Sudoeste de Minas em abril, no Instituto Federal de Muzambinho. “No dia 6 de abril haverá um importante encontro de várias autoridades de toda a cadeia produtiva do café onde serão abordados diversos temas, dentre eles o mercado de café. Estaremos presente e esperamos que todos participem, mesmo porque é assunto que interessa a toda a nossa região”, concluiu o deputado Emidinho Madeira.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]