95
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 21/02/2018 09:15

Deputado Arantes acusa governo Pimentel de arrastar municípios para o buraco

"Fui prefeito por três vezes, sou deputado por três mandatos e nunca vi um governador trabalhar tanto contra os municípios e contra os cidadãos. Ele se apropriou de um dinheiro que não é dele. Isso é crime", afirmou Arantes
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Deputado Arantes acusa governo Pimentel de arrastar municípios para o buraco

O deputado Antonio Carlos Arantes (PSDB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa para denunciar a situação difícil dos municípios mineiros. Arantes acusou  Pimentel de cavar um grande buraco no Governo de Minas e de querer arrastar os municípios para dentro dele: “É o buraco da incompetência que está acabando com o povo mineiro. Falta dinheiro pra tudo, principalmente, para a saúde e a educação”. O deputado ressaltou que o governo do PT deve mais de R$ 3,6 bilhões aos municípios e não paga.

            Arantes lembrou que em toda sua vida pública nunca viu um governador agir assim: “Fui prefeito por três vezes, sou deputado por três mandatos e nunca vi um governador trabalhar tanto contra os municípios e contra os cidadãos. Ele se apropriou de um dinheiro que não é dele. Isso é crime”, afirmou.

            Antonio Carlos Arantes elogiou o trabalho do presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), Julvan Lacerda, que reuniu na Cidade Administrativa, no dia 02/02/18, 349 prefeitos, 168 vice-prefeitos e 64 vereadores que representaram mais de 400 cidades, além de oito deputados estaduais e quatro federais: “Com muita pressão, o governador pagou uma parte, mas ainda deve muito aos municípios”, pontuou.

            Arantes alertou para o fato de que, sem dinheiro para pagar seus compromissos, os municípios correm o risco de ficarem inadimplentes com o Tribunal de Contas do Estado (TCE). “Isso vai complicar a vida dos prefeitos que são vítimas da incompetência e da falta de respeito do governo Pimentel”, advertiu.

 

SERVIDORES PÚBLICOS TAMBÉM ESTÃO NA PENÚRIA

 

Não são apenas os municípios que sofrem com o governo Pimentel. O deputado Arantes denunciou também a situação caótica dos servidores públicos: “Os policiais estão indignados porque o governador raspou o tacho deles e pegou mais de R$ 3 bilhões do Instituto de Previdência dos Servidores Militares de Minas Gerais (IPSM). Com isso, acabaram inadimplentes nos bancos com seus empréstimos consignados; também não conseguem fazer tratamento médico porque o governo não paga o convênio de saúde. Os professores também não podem ir ao dentista pelo mesmo motivo. E a situação ainda é mais grave para as professoras que fizeram o exame de mamografia e que foram diagnosticadas com câncer. Só para conseguir um retorno da primeira consulta elas têm que esperar mais de 60 dias. E para iniciar o tratamento, só Deus sabe quando. O Governo Pimentel não tem coração, não tem amor. Ele gosta de ver as pessoas humilhadas, sofridas, morrendo na fila. Não paga os municípios, não paga os planos de saúde, não paga os servidores, não paga ninguém. É triste, mas esta é a realidade em Minas Gerais”, lamentou. - Texto e foto: JC Junot

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]