2511
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 30/05/2018 14:19

Vereador Francis cobra mais eficiência da Saúde Pública de Guaxupé

Vereador desabafou sobre caso ocorrido com ele, no tocante à morte de sua mãe e uma ligação feita pela Secretaria de Saúde, dando conta da liberação da cirurgia aguardada por ela já há três anos
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Vereador Francis cobra mais eficiência da Saúde Pública de Guaxupé

O vereador Francis Osmar da Silva fez um duro pronunciamento na sede da Câmara de Guaxupé, nesta segunda-feira, 28 de maio, onde aconteceu a 8ª Sessão Ordinária. Revoltado com um telefonema feito pela Secretaria de Saúde, dando conta da liberação de cirurgia de sua mãe, Elisa Rafael, após a morte dela, o legislador em questão pediu mais organização na Saúde Pública, a fim de que o episódio não se repita com as famílias guaxupeanas.

Francis falou no Pequeno Expediente, quando externou a dor pela perda da mãe, ocorrida no dia 29 de abril último. Taxativo, ele frisou que a revolta de sua família, que antes já grande porque a genitora aguardava procedimento cirúrgico há três anos, aumentou depois do telefonema: “Quero implorar à Saúde Pública de Guaxupé que faça um ‘pente fino’ e somente ligue às pessoas se o pior já não tiver-lhes ocorrido. Desde que a cidade ficou sabendo do episódio de minha mãe, muita gente me narrou ter passado pelo mesmo caso”, disse Francis.

Vereador de primeiro mandato, Francis está entre os mais atuantes, conforme a própria população. Neste sentido, trabalha principalmente pelas camadas menos favorecidas: “Sei que a Saúde no Brasil está doente há muito tempo e, na medida do possível, tento amenizar a dor das pessoas por meio de meu trabalho, como representante delas, na Câmara. Sei também o quanto o sistema público é burocrático e está desestruturado, o que acarreta falta de remédios, consultas, exames e cirurgias. Porém, sei também que não é tão difícil assim, para a Prefeitura, se organizar no sentido de não aumentar a dor das pessoas, ligando para elas para informar algum procedimento, quando a pessoa necessitada já não está mais entre os vivos”, finalizou Francis.

O desabafo do vereador, feito na Câmara, encontrou solidariedade entre seus pares: “Fico imaginando o constrangimento que é receber uma ligação desta. Acho que o caso que o Francis trouxe hoje escancara o que a gente vem falando desde o início do mandato, que é a ineficiência na prestação do serviço, o período que está levando para se marcar exames, agendas de consultas e outros. Foram três anos para se fazer uma cirurgia, tendo vindo o óbito antes e, depois, a falta de cruzamento de dados. É aquilo! Vamos fazer nossa parte, cobrar, fiscalizar e não falar ‘amém’ para tudo, pois a situação está ruim em vários municípios, mas em Guaxupé está pior”, ressaltou Jorge Batista Bento da Paz (Jorginho). Outros vereadores, já no Grande Expediente, se manifestaram. CLIQUE AQUI e assista ao pronunciamento do vereador Francis.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]