248
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 02/07/2018 09:14

Prefeitura e Santa Casa não se entendem sobre local de construção da UPA

Prefeitura queria o terreno por doação, mas Hospital entende que patrimônio precisa ser desapropriado; Município quer UPA próximo à Santa Casa para agilizar eventuais procedimentos, mas entidade médica entende que Unidade deve ficar nos bairros populares
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Prefeitura e Santa Casa não se entendem sobre local de construção da UPA

A Prefeitura de Guaxupé e a direção do Hospital se desentenderam por conta de um impasse representado pelo local de construção da Unidade de Pronto Atendimento, recém-conquistado pelo Município, que o prefeito Jarbas Corrêa Filho pretendia edificar em imóvel anexo à Santa Casa, de propriedade da própria Irmandade de Misericórdia (mantenedora da referida instituição de saúde). 

A negociação, que ocorreu intensamente durante os últimos dias, foi definida nesta terça-feira, 26 de junho, quando a proposta de Jarbinhas foi recusada, em assembleia, onde os médicos indeferiram o pedido, por 40 votos contra apenas sete favoráveis. A decisão revoltou ao gestor público, que divulgou nota, via redes sociais, acusando a classe médica de ter "pensado de forma particular". 

Porém, a administração do Hospital rebateu veemente à afirmação, sob a ótica de que o terreno foi adquirido ao longo de cem anos de esforços e que não poderá ser doado, mas talvez desapropriado. Contudo, ninguém na Santa Casa está contra a UPA em Guaxupé, mas os dirigentes defendem ainda o objetivo de utilizar o local, num futuro próximo, além de que acreditam haver mais utilidade à população, caso a Unidade seja erguida em áreas periféricas, onde há maior concentração de pessoas (e, portanto, potenciais usuários do serviço em questão).

Jarbinhas, em companhia do vice-prefeito, dr. Heber Hamilton Quintella, manifestaram já há algum tempo o desejo de construir a UPA ao lado da Santa Casa. Para eles, o local seria ideal, pois auxiliaria aos pacientes que, eventualmente, precisassem de procedimentos mais complexos, como a própria UTI, que fica no interior do Hospital. Porém, a decisão do Hospital gerou o descontentamento do prefeito: "Infelizmente, agiram de acordo com interesses próprios e não pensando na população, neste povo que tanto depende do SUS para ter um pouco mais de qualidade na Saúde", pontuou Jarbinhas, em nota viralizada na internet.

 Já em defesa do Hospital, a administração explicou que a diretoria da entidade é favorável à UPA, uma vez que será útil para desafogar a demanda da Santa Casa. Porém, discorda sobre a doação do terreno, onde há o objetivo de ampliar as dependências para fins de uma unidade de oncologia ou, na eventualidade da conquista de recursos, ampliar o Centro de Hemodiálise. "Mais do que isto, os médicos apontam a importância desta Unidade ser construída mais próximas dos bairros, pois é lá que estão grande parte dos usuários do SUS, que serão o público-alvo da UPA. E deve ficar muito claro também que o fato de não ser o terreno da Santa Casa em momento algum impede a vinda da UPA", pontuou o administrador Edson José Dias Leite, que evitou polêmica com a Prefeitura, mas ratificou o posicionamento dos médicos. 

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]