1363
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 12/07/2018 11:25

Câmara realizará audiência pública para definir a Lei de Diretrizes Orçamentárias relativa a 2019

O presidente Danilo Martins pretende concluir a questão até a próxima semana, quando a Câmara iniciará seu recesso parlamentar
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Câmara realizará audiência pública para definir a Lei de Diretrizes Orçamentárias relativa a 2019

A Câmara Municipal de Guaxupé realizará, nesta segunda-feira, 16 de julho, uma audiência pública para discutir a Lei de Diretrizes Orçamentárias relativa ao ano de 2019. Apontado como um dos mais importantes momentos para a vida social do guaxupeano, o encontro deverá contar com as participações de todos os vereadores, os quais esperam pela adesão expressiva por parte da comunidade. Aprovado em primeira fase na última segunda-feira, o Projeto nº 11/2018 precisará passar pelos crivos dos legisladores e da própria população, antes das outras duas votações necessárias para que a matéria se torne lei.

A audiência será realizada às 19h, na sede do Parlamento Municipal. De acordo com o presidente da Câmara, Danilo Martins de Oliveira, a sessão será amplamente divulgada para que haja adesão maciça de pessoas. “É o momento em que o povo, com sua legitimidade, pode se manifestar, opinar e, junto com as autoridades, realizar uma LDO que seja favorável a todos. Talvez, na própria quinta-feira, posterior à audiência pública, marquemos uma sessão extraordinária para votarmos o projeto, pois não entraremos de recesso até que isto seja definido”, informou o dirigente político.

Ainda na 11ª Sessão Ordinária, ocorrida na última segunda-feira, vereadores se posicionaram a respeito da importância da LDO: “Esse projeto, todos sabem, é um dos mais importantes, pois nele está direcionado tudo o que será feito no próximo ano, já que trata do Orçamento da Administração Pública, onde as secretarias municipais atuarão. Portanto, percebi que cada secretário colocou coisas novas para nossa cidade. A gente fica feliz por ver isto, mas devemos votar em primeira fase e, na sequência, fazer a audiência pública, chamar a sociedade para que todos opinem”, pontuou Luzia Angelini Silva, que preside a Comissão de Finanças e Orçamentos.

 

Jorginho: “Lei não pode ficar só no papel!”

Já Jorge Batista Bento da Paz (Jorginho) salientou a importância de que a Prefeitura siga a LDO, conforme votada pela Câmara, para que a referida lei não “fique só no papel”: “Minha crítica construtiva é que o Executivo precisa ser mais realista e menos fictício sobre as disposições, os cronogramas e rubricas especificadas, no sentido de fazermos uma LDO mais enxuta, mas real, para que não tenhamos vários problemas. temos, como exemplo, os Conselhos Municipais, que está como prioridade em nosso Plano Diretor. Temos vários conselhos dentro do Município e, alguns funcionam, inclusive, por força de representações nossas, feitas no Ministério Público. Junto a isto, é preciso lembrar que não há, ainda, a Casa dos Conselhos, onde a população poderá acompanhar o trabalho que os conselhos realizam”, concluiu Jorginho, que estará presente à audiência pública.

 

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]