66
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 09/08/2018 11:34

Cansado de "conversa", Francis busca forças para a falta de esgoto tratado, luz elétrica em lote e outros problemas de Guaxupé

Francis, na foto com o deputado Lafayette Andrada: "O povo não pode esperar mais, pois até quando pagaremos 50% a mais na conta d"água sem termos nosso esgoto tratado? Se o cidadão de bem espera nos políticos um "amanhã melhor", é minha obrigação buscar estas melhorias estejam elas onde estiverem"
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Cansado de

O vereador Francis Osmar da Silva esteve em Belo Horizonte no início desta semana, a fim de demandar ações em favor de Guaxupé, junto a representantes políticos e órgãos públicos. Numa época em que o cidadão local paga pelo tratamento de esgoto, mas não conta com o benefício, o parlamentar levou a autoridades estaduais solicitações pelo fim da paralisação das obras da usina esgotal. Mais do que isto, participou de audiência pública sobre o saneamento básico, buscou informações a respeito da falta de energia elétrica no Residencial Conquista e realizou outras ações. Representante do povo no Legislativo, o político em questão defende principalmente as classes menos favorecidas, pelas quais pleiteou melhorias coletivas.

Na sede da Copasa, Francis reuniu-se com Sílvia Vieira, assessora da presidência. Com o contrato firmado entre a Prefeitura de Guaxupé e aquela Companhia de Saneamento de Minas Gerais, o vereador cobrou o motivo pelo qual a ETE encontra-se abandonada, há meses: “Fiquei surpreso, pois foi-me informado que a FUNASA suspendeu os recursos para a edificação por conta de inconformidades no projeto. Desta forma, Prefeitura e Copasa precisam refazer a ‘papelada’ para que o governo federal aprove o reenvio da verba. E, de acordo com a Sílvia, a Copasa já está providenciando tudo que lhe cabe! Então, oficiei aos deputados de minha base, pois estando em ‘BH’, eles têm maiores oportunidades de acompanhar a este processo, que é tão valioso para nós. Os cidadãos não podem continuar pagando 50% a mais na conta d’água sem ter o benefício do esgoto tratado”, disse Francis.

 

Audiência pública

Ainda com relação aos serviços prestados pela Copasa, em Guaxupé, Francis participou de uma audiência pública na Assembleia Legislativa, conduzida pelos deputados estaduais Antonio Carlos Arantes e Fabiano Tolentino. Na ocasião, o vereador guaxupeano usou a tribuna para pontuar os problemas enfrentados pela população: “O governo federal já disponibilizou quase R$ 10 milhões para a construção de nossa ETE e ela, conforme visita minha ao local, está abandonada! Mais do que isto, a Copasa empurra o problema para a Prefeitura de Guaxupé, que devolve a questão à estatal. Então, enquanto isto, o cidadão vai pegando por algo que não tem? E não é só isto não, pois todos sabem que muitas empresas se recusam a vir para cá se não há tratamento de esgoto! Outro ponto é a qualidade de vida do cidadão, que vai aumentar quando a usina estiver funcionando. Então, aproveitei a presença do dr. Frederico Lourenço, da diretoria da Copasa, à audiência pública, para cobrar-lhe a agilização das obras, uma vez que se este acordo entre Guaxupé e a Copasa foi mal feito, agora só nos resta ter nosso esgoto tratado”, frisou Francis (além dele, os vereadores Francisco Timóteo de Rezende, Paulo César Beltrão e Maria José Cyrino Marcelino estiveram na audiência pública).

 

Cadê a luz do “Conquista”?

Ainda em suas diligências a órgãos públicos na capital mineira, Francis Osmar buscou respostas para a falta de infraestrutura do Residencial Conquista, que foi entregue pela Prefeitura de Guaxupé aos mutuários (donos dos 380 lotes populares) sem o benefício da energia elétrica. Na ocasião, ficou claro que a CEMIG, na ocasião representada pelo agente de comercialização, Elvis Moreira, está com mais de cinquenta mil obras atrasadas, inclusive os serviços do “Conquista”. Sendo assim, Francis cobrou uma solução, tendo ouvido que já havia pedido anterior de sua própria autoria, feito à Cemig, em favor daquele residencial: “Sim, já há ofício anterior do vereador Francis, mas a empresa respondeu a falta de possibilidade de realizar a obra. Contudo, estamos fazendo o possível para atender à demanda de Guaxupé, haja vista que Francis nos mostrou a quantidade de casas já construídas no local”, disse Elvis. Francis, apesar da diplomacia, foi incisivo: “Visitei o bairro mais de uma vez e me coloco no lugar daquelas pessoas, que receberam seus terrenos, sonham com a casa própria, mas como vão se mudar para um lugar sem energia elétrica? A meu ver, a Prefeitura não deveria ter liberado os imóveis sem ofertar toda a estrutura. Mas, como no Brasil isto acontece muito, agora vamos correr para sanar este problema. O estranho é que descobri, na Cemig, que a Prefeitura já havia sido informada da impossibilidade da empresa resolver isto antes dos moradores receberem seus lotes. Então, penso que o Município deva realizar as obras e, depois, se acertar com a Cemig, pois o povo não pode ficar esperando, uma vez que aluguel hoje em dia está o ‘preço da morte’”, criticou Francis.

 

Parcerias por Guaxupé!

Ciente de que os problemas da falta de esgoto tratado e outros, enfrentados hoje pela população guaxupeana, estão um tanto quanto difíceis de serem solucionados, o vereador Francis Osmar aproveitou sua presença a Belo Horizonte para buscar forças junto a deputados estaduais. “Estive com os deputados Emidinho Madeira, Lafayette Andrada (vice-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais), Antônio Carlos Arantes, Fabiano Tolentino, entre outros. Cada qual a seu modo, todos os legisladores receberam minhas demandas ainda de 2017 e do início deste ano, sobre problemas graves de Guaxupé. Sabemos que agora é período eleitoral e é mais complicado de nos ajudarem, mas sendo pedidos antigos meus, creio que poderão auxiliar. Aliás, é conforme o povo mesmo me pede: ‘busque forças estaduais e federais, pois apenas dentro do Município o vereador pouco pode fazer pelas pessoas’. Sendo assim, afirmo ao povo de Guaxupé que minhas bases na política estadual e federal não nos deixarão ‘falando sozinhos’, pois eu não colocaria meu nome onde não há seriedade. Se outros políticos fizeram isto com o povo, eu não farei! Pelo contrário: estou enfrentando problemas e sendo perseguido por conta de lutar pelo mais fraco, pelos oprimidos e todos aqueles que não tiveram, até hoje, chances de serem pessoas melhores, de terem oportunidades. O vereador Francis não trairá o povo nunca, pois é o mesmo homem de periferia, que vive na pele a falta de chances do pobre. Por fim, vamos firmes, Guaxupé, buscar esta Estação de Tratamento de Esgoto, esta luz elétrica para o Residencial Conquista e tentar reduzir os problemas vividos por nossa população de baixa renda”, concluiu Francis.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]