135
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 04/10/2018 19:04

ELEIÇÕES 2018: Justiça Eleitoral acredita num pleito tranquilo em Guaxupé

O juiz João Batista Mendes Filho e o promotor Cláudio Gonçalves Marins são responsáveis pelo bom andamento das eleições nas cidades de Guaxupé e São Pedro da União
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis ELEIÇÕES 2018: Justiça Eleitoral acredita num pleito tranquilo em Guaxupé

A Justiça Eleitoral de Guaxupé acredita que a Eleição 2018 será tranquila no Município. Apesar da expressividade de candidatos e a concorrência bastante acirrada, o dia do pleito, que será neste domingo, 7 de outubro, deverá ocorrer sem problemas.
"As eleições estaduais tendem a ser bem mais tranquilas do que as municipais, onde os ânimos, de fato, se afloram mais", comentou o juiz eleitoral, dr. João Batista Mendes Filho, que divide a responsabilidade de orientar as comarcas de Guaxupé e São Pedro da União com o promotor Cláudio Gonçalves Marins.
Para as duas referidas autoridades, o eleitor deverá aproveitar o domingo para votar e, depois, curtir com a família: "O eleitor deve se atentar para a importância do dia deste domingo, pois ele exercerá um papel de grande responsabilidade, que é exercer seu direito de cidadania. Aproveito para lembrar sobre a necessidade de levar um documento com foto para votar, pois embora sejam feitas várias campanhas neste sentido, é muito comum o "esquecimento"", frisou dr. Cláudio.
Atenta às movimentações dos candidatos, seus cabos eleitorais e correligionários, em geral, a Justiça Eleitoral guaxupeana atuará com rigor neste fim de semana, com vistas à busca da ordem. Neste sentido, as polícias Civil e Militar, assim como representantes do Ministério Público e do Judiciário darão plantão: "O eleitor pode demonstrar a sua preferência por um candidato ou partido com o uso de bandeiras, broches e bottons ou adesivos. Mas a manifestação deve ser silenciosa e individual", orinetou dr. João Batista.
Ainda sobre a legislação, será necessário ficar atento para não se complicar: "Usar camisa e boné pode ser permitido se forem feitos pelo eleitor. Mas se houver uma concentração de pessoas usando camisas, bonés ou outros tipo de publicidade de um candidato ou partido, isso pode ser entendido como propaganda, o que é crime eleitoral", enfatizou o promotor eleitoral. Com cento e sessenta e três sessões, a Zona Eleitoral de Guaxupé está entre as maiores do Sul de Minas Gerais.

O que não pode fazer no dia da eleição:
Concentração de pessoas, até o fim da votação, com camisas padronizadas, bandeiras, broches (bottons) e adesivos de candidatos ou de partidos;
Utilização de alto-falantes ou amplificadores de som;
Realização de comícios ou carreatas;
Oferecer alimentos ou transporte de eleitores;
Fazer boca de urna ou tentar convencer um eleitor a votar em um candidato ou a não votar;
Distribuir qualquer tipo de propaganda eleitoral, como santinhos ou panfletos;
Impedir que um eleitor vote;
Usar celular, máquina fotográficas, filmadoras ou outro dispositivo que prejudique o sigilo do voto;
Realização de debates na televisão e no rádio ou transmissão de propaganda eleitoral;
Venda bebidas alcoólicas das 6 horas até as 18 horas.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]