1782
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 18/10/2018 10:46

Câmara de Guaxupé aprova, em 1ª votação, doação de dez revólveres para a Guarda Municipal

Vereadores deliberaram sobre o tema nesta noite de quarta-feira. Assunto será definitivamente debatido nesta segunda, 22, em sessão ordinária
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Câmara de Guaxupé aprova, em 1ª votação, doação de dez revólveres para a Guarda Municipal

Vereadores de Guaxupé aprovaram, nesta noite de quarta-feira, 17 de outubro, o Projeto de Lei do Executivo nº 31/2018, que “Autoriza o Poder Executivo Municipal a receber, em doação, armas de fogo da Prefeitura Municipal de Engenheiro Coelho, para uso na Guarda Civil...”. A matéria, apresentada pela Prefeitura em regime de urgência urgentíssima, foi endossada durante a 6ª sessão extraordinária, onde os parlamentares optaram por não concluir a aprovação do pedido, já que querem, antes disto, constatar se o armamento está em boas condições de uso.

O projeto constou da doação de dez revólveres, calibre 38, os quais eram de uso da Guarda Civil de Engenheiro Coelho, que fica no interior de São Paulo, entre Limeira e Mogi Mirim. Segundo consta, o objetivo é que o armamento seja utilizado pelos guardas municipais, em Guaxupé, cujas atividades deverão ser iniciadas no início de 2019. Na Câmara, porém, boa parte dos vereadores aprovou a iniciativa, mas manifestou preocupação sobre a qualidade dos objetivos de doação: Peço que façamos apenas a primeira votação do projeto, pois preciso ter a confirmação de que estas dez armas não são aquelas que apresentaram problemas com a empresa Taurus. Gostaria, por isto, que a informação viesse na próxima sessão para sabermos se são armas testadas e tal”, pediu João Fernando de Souza.

Já dra. Salma Regina Gallate, vice-presidente da Câmara de Guaxupé, externou seu descontentamento com o fato dos guardas civis guaxupeanos atuarem com armas de fogo: “Já manifesto aqui meu voto contrário porque não concordo com arma na mão da Guarda Municipal. Ao meu ver, ela deve ser uma guarda patrimonial para, por exemplo, auxiliar nas entradas e saídas de crianças nas escolas e, por isto, essa é minha manifestação”, observou a vereadora, que foi a única entre os pares a votar contra o projeto, que será apreciado novamente nesta segunda-feira, 22 de outubro, para conclusão do tema.

 

Líder defende o uso de armas

Líder do prefeito Jarbinhas na Câmara, o vereador Leonardo Donizetti Moraes (Léo) enfatizou: “Concordo com a 2ª votação na próxima sessão. Temos o major Márcio, que é secretário de Segurança Pública e policial militar da reserva, o qual conduz o projeto da Guarda Municipal e, por isto, poderá vir aqui prestar mais informações a nós, sobre este armamento. Mas, de antemão, peço até uma Moção para a Prefeitura de Engenheiro Coelho e sua Guarda Municipal, que está entre as melhores do País. Sobre as palavras da colega, dra. Salma, infelizmente, hoje a situação de nosso país está triste. A gente vê, por exemplo, alunos que brigam com professores e os estudantes fazem gozação com a própria Polícia Militar! Estas armas não ficarão nas mãos de qualquer um, pois haverá orientação psicológica e outras mais. Eles, a princípio, não vão atirar em ninguém, mas sim chamar a PM! Eu também, quando ouço falar em armas, fico preocupado, mas hoje está muito difícil a criminalidade, principalmente praticada por menores”, destacou o vereador, cujas palavras foram endossadas por Luzia Angelini Silva, Jorge Batista Bento da Paz (Jorginho) e Donizetti Luciano dos Santos (Zettinho, que destacou ainda a economia ao Município, caso a doação seja aprovada pela Câmara).

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]