1513
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 25/02/2019 10:00

Projeto que cria cadastro para grandes geradores de resíduos é a nova polêmica de Guaxupé

Nos últimos dias, o tema "pipocou" nas redes sociais, com uma campanha desencadeada por pessoas crentes de que pagarão mais uma taxa, além da limpeza pública, já prevista no IPTU. Numa outra linha de visão, aliados ao governo municipal garantem que tudo não passou de uma grande distorção e que o chamado "cidadão comum" não serás penalizado, uma vez que o objetivo é identificar instituições geradoras de grandes volumes. A "novela", enfim, será definida na sessão da Câmara, desta segunda-feira
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Projeto que cria cadastro para grandes geradores de resíduos é a nova polêmica de Guaxupé

O Jornal JOGO SÉRIO transmitirá, às 10h15 desta segunda-feira, 25 de fevereiro, uma coletiva no gabinete da Prefeitura, cujo tema será a votação do Projeto de Lei do Executivo nº 29/2018, que “Cria o Cadastro de Grandes Geradores de Resíduos Sólidos”. Bastante contestado nas redes sociais, nos últimos dias, o tema consta da política de meio ambiente municipal, com vistas à identificação e a tributação, se for o caso, de instituições produtoras de volumes superiores a cem litros/dia de detritos. O projeto, que já foi aprovado em primeira votação, no final de 2018, será apreciado pela Câmara nesta noite de hoje, mas diferente da ocasião anterior, os votantes terão, agora, uma forte pressão de pessoas já dispostas a lotar o Legislativo para externar a indignação. Isto, porque nos últimos dias uma campanha foi desencadeada nas redes sociais, lideradas pelo comerciante Bruno Nascimento, do Restaurante De Cheff, o qual conclamou o repúdio coletivo. Em contraponto, o grupo da municipalidade garante que tudo será esclarecido na entrevista de logo mais, uma vez que sinaliza para uma suposta distorção, com o objetivo de inflamar o povo contra o governo.

O tema foi alardeado a partir desta sexta-feira, quando Bruno lançou um texto, na internet, conclamando a população contra o projeto: “Você sabia que será votado, nesta segunda-feira, dia 25/02, às 19h, na Câmara Municipal de Guaxupé, um projeto que obrigará toda a população da cidade que colocar um saco de lixo de 100 litros na rua a pagar multa por ser grande gerador de resíduos? Isso mesmo! Preste atenção: colocou 2 sacos de lixo na rua, eles querem que você pague multa sobre isso, sendo que no IPTU de cada um de nós já pagamos por limpeza pública! A primeira votação já aconteceu, aprovando esse fato! Sabe aquele vereador, seu amigo, parente ou conhecido que você colocou lá e que, hoje, não tá nem aí pra você e que não pensa no povo e vai aprovando tudo que chegar? Pois bem! Cobre eles porque estão para fazer isso com você. São 13 vereadores: Maria José e João Fernando votaram contra; Jorginho e Luzia faltaram à votação; e o resto, todos votaram a favor de que você pague esta multa”, disparo o rapaz, que gerou uma repercussão muito grande, tendo boa parte de seus contatos também se revoltado.

Já na outra “ponta da linha de visão”, aliados ao atual governo municipal afirmam estar havendo uma distorção. O próprio presidente da Câmara, Leonardo Donizetti Moraes (Léo), abordou o tema em seu programa de rádio, neste fim de semana, além de ter manifestado-se também nas redes sociais. Segundo ele, o projeto é fruto de uma regulamentação, que obedece ao Artigo 147, da Taxa de Limpeza Pública, que ‘Constitui fato gerador de taxa de limpeza pública, a utilização, efetiva ou potencial, dos seguintes serviços: remoção de lixo cujo volume não exceda cem litros, por período de vinte e quatro horas’. Em suas explanações, o parlamentar detalhou: “A lei já existe desde 2001 e agora a Prefeitura quer fazer o cadastramento dos grandes geradores de lixo, inclusive do hotel e supermercados, que são da família do Prefeito, que nunca se cadastraram para fazer o que é correto: a coleta seletiva”, apontou Léo, que sinalizou para a prática de uma justiça social, feita pela Prefeitura: “O que está ocorrendo, hoje, é que a população em geral está rateando o custo da coleta de lixo com os grandes geradores. E os grandes geradores vão ter que cadastrar para que sejam identificados, assim orientandos para coletas seletivas. Com isso, os grandes terão que fazer a coleta seletiva, apenas para acumular menos lixo e contribuir com o meio ambiente, enviando os recicláveis à cooperativa de reciclagem”.

Polêmica à parte, fato é que o assunto será debatido às 19h de hoje, na 1ª Sessão Ordinária, que acontecerá na sede do Legislativo. A expectativa, conforme as movimentações via redes sociais, é de que os parlamentares recebam público expressivo, uma vez que além deste tema, outros também não menos polêmicos serão votados pelos vereadores. Entre eles, temas como as alterações para fins de embarques e desembarques de passageiros em linhas municipais, intermunicipais e interestaduais; a lei do Parlamento do Solo, que envolve condomínios e áreas privadas locais; entre outras questões. – AINDA A RESPEITO do impasse do projeto de cadastramento dos grandes geradores de resíduos sólidos, você assiste à transmissão ao vivo, pelo Jornal JOGO SÉRIO, clicando AQUI!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]