3384
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 05/08/2019 16:50

Vereador Danilo acusa Maria José de manipular a opinião pública contra a Câmara

Segundo o legislador, a própria Maria sugeriu que os subsídios dos vereadores fosse aumentado para R$ 10 mil, mas posteriormente a parlamentar teria manifestado-se, na internet, contra o reajuste salarial
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis

O vereador Danilo Martins de Oliveira, líder do Governo Municipal na Câmara de Guaxupé, acusou a colega de mandato, Maria José Cyrino Marcelino, de distorcer os atos em trâmite no Legislativo local e, consequentemente, jogar a opinião pública contra a maioria dos parlamentares. De acordo com o reclamante, a referida agente política estaria usando as redes sociais para manipular os internautas, ao mesmo tempo em que falta com a verdade e prejudica o bom andamento dos trabalhos. Em sua defesa, Maria admitiu usar a "rede" para provocar engajamento popular e prestar informações, mas garantiu não ter o objetivo de tumultuar e sim interagir com os cidadãos.
As críticas de Danilo foram feitas no último dia 26, durante a 5ª Sessão Extraordinária, que contou com a participação de nove dos treze vereadores. Taxativo, ele a acusou de alterar os fatos para denegrir o Projeto de Lei do Executivo nº 23/2019, que altera as atribuições dos fiscais de tributos, com vistas à aplicabilidade do Imposto Territorial Rural, aprovado em 2ª votação, com o voto contrário de Maria. "Não é a primeira vez que vejo um esforço gigantesco por parte da senhora, nas redes sociais, para espalhar informações que não condizem com a verdade, gerando dúvidas e causando polêmicas que, de certa forma, jogam o povo contra esta Casa e seus colegas", afirmou Danilo.
Num discurso duro, Danilo afirmou que Maria José sugeriu que o salário dos vereadores, que seria reajustado há cerca de um mês, deveria ser de R$ 10 mil. Depois, segundo ele, ela teria ido à internet manifestar-se contra o aumento: "Este projeto, que tem de ser votado, pela Constituição, apesar de impopular, a senhora, mais uma vez, em reunião com todos os vereadores, usou as seguintes palavras: "Por mim, o vereador deveria ganhar R$ 10 mil pelo simples fato de serem treze representantes de 50 mil pessoas. É muita responsabilidade!". E, logo depois, a senhora foi para as redes sociais militar o contrário! Surfar na onda da internet é um equívoco de sua parte, pois se a política fosse praia, a gente deveria ser salva-vidas e não surfistas", disparou Danilo.

Comissões internas
Visivelmene chateado, Danilo cobrou mais postura por parte de Maria José, que foi expulsa da Comissão de Saúde por faltas não justificadas: "Se a senhora soubesse a importância das comissões, não teria faltado com suas atribuições, quando deveria estar presente nas comissões que faria parte e, quando advertida sobre sua cassação de uma das comissões, quando sua resposta foi: "Eu já havia pedido para sari de todas!". Ou seja: hoje, a senhora prova do próprio veneno. A senhora percebe a importância de uma comissão parlamentar?", indagou ele.

Quebra de ética parlamentar
Ainda em suas palavras, o vereador Danilo Martins chegou a manifestar a possibilidade de denunciar Maria José no Código de Ética da Câmara Municipal: "O Artigo 1º diz que "Constitui falta contra a ética parlamentar de todo o vereador, no exercício de seu mandato: divulgar, no exercício das funções fiscalizatórias, na tribuna da Câmara ou por quaisquer outros meios, com fins eleitorais ou outros, informações falsas, não comprováveis, incompletas ou distorcidas, que se aproveitem da boa fé da população para induzi-la a juízo que não corresponde à verdade dos fatos". Eu poderia fazer uma denúncia contra a senhora e pedir para enquadrá-la no Código de Ética da Câmara, mas não o farei, a princípio, por respeito a senhora. Este inciso, me parece, ter sido escrito especificamente para a senhora! O Código foi aprovado em 1999, mas alguém teve uma visão do que aconteceria em 2019 e escreceu este inciso, pois cai como uma luva para o que está acontecendo hoje", externou o vereador.

Maria José se defende
Em sua defesa, Maria José retrucou: "Você disse que eu busco, nas redes sociais, falar dos projetos e eu busco sim, pois eu penso que as pessoas precisam saber mais. Como o senhor falou sobre polêmica, quando não entendo, costumo buscar! Agora, você falar que eu uso das coisas para tentar falar do que eu entendo? Não busquei informações aleatórias, eu busquei, pesquisei", disse ela.
Em suas declarações, Maria contestou Danilo: "Sobre divulgar coisas erradas nas redes sociais, eu escrevi sobre o ITR, o que é, como funciona e minha opinião sobre isto. Se eu não puder dar minha opinião, não sei como será!? Você diz que estou falando em círculos, mas não preparei nenhuma fala! Minha opinião sobre o projeto é que realmente não vem atribuir nada! Você atribuir uma função a quem não está preparado, não dá certo! Como será isto? E, em relação ao que você falou que fiscalizar é nosso dever, estou tentando fiscalizar, buscar informações, pois para mim há muitas divergências! Sendo aprovado o projeto, cabe a mim fiscalizar se ele vai ser mantido ou não", finalizou Maria José, que também ouviu de Luzia Angelini que a Câmara precisa de união e eventuais divulgações difamatórias só prejudicarão a todos os vereadores, já que a Câmara é uma instituição.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.