4218
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 01/04/2020 07:56

Deputado mineiro sugere menos políticos no poder e reversão de benefícios para o povo

Cleitinho Azevedo, do PPS, é estreante na ALMG, mas tem feito várias denúncias sobre desperdícios, gastos e benefícios concedidos aos políticos
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis

O deputado estadual Cleitinho Azevedo, do PPS/MG, sugeriu uma reforma política urgente para suprir a crise motivada pelo isolamento social, em decorrência do Novo Coronavírus no Brasil. Estreante na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o parlamentar em questão gravou vídeo onde criticou a quantidade de políticos no País, assim como externou os elevados gastos com a categoria, entre salários e benefícios. Para Cleitinho, o povo precisa aproveitar o momento e exigir a redução dos vencimentos e cargos da referida classe.
Cleitinho fez um pronunciamento de seis minutos e dois segundos, por meio do qual pontuou: "Há, no País, um presidente da República, com seu vice-presidente; um presidente do Senado Federal, 81 senadores, 513 deputados federais, 27 governadores e vice-governadores, 27 câmaras estaduais, 1.049 deputados estaduais, 5.568 prefeitos e a mesm quantidade de vice-prefeitos; 5.568 câmaras municipais, para 57.931 vereadores. No total, são 70.794 políticos! Isto, sem contar 12.825 assessores parlamentares na Câmara Federal, 4.455 no Senado e 27 mil nas câmaras estaduais, todos sem concurso! Juntando tudo, somam-se 715 mil funcionários não concursados! São R$ 248 mil gastos por minuto; R$ 14 milhões por hora; R$ 357 milhões por dia; R$ 11 bilhões por mês; e R$ 128 bilhões por ano. Então, este dinheiro tem que voltar pra você", afirmou.
Claramente irritado com o que considera ser mordomia desnecerrária aos políticos, o deputado Cleitinho denunciou: "Estou sabendo que há vereadores aqui em Minas Gerais aproveitando esta desgraça, que é o Coronavírus, para aumentarem seus próprios salários. E vocês, que são os patrões, vão deixar isto acontecer? Eu, como político, estou tendo consciência! Podem reduzir meu salário, não há problema! E tem o Fundo Eleitoral, onde você entregará R$ 2 bilhões para o político fazer santinho e distribuir na porta de sua casa, pedir voto! Pense bem! Se político quiser fazer campanha, faça com o dinheiro dele! Então, você não vai pedir, mas exigir de cada político brasileiro. Estamos numa crise e precisamos mexer na estrutura do poder. Quem que ser na dor! Desde quando eu era vereador já dizia que temos de fazer uma reforma política urgente. Vamos pressionar, pois você é o patrão e a gente, político, tem que fazer o que vocês mandam", lembrou o deputado.
Ainda sobre o pedido de reforma política, Cleitinho enfatizou: "Precisamos de uma reforma política urgente no Judiciário, Ministério Público, Legislativo e Executivo, pois o patrão, que é o povo, não está aguentando mais. Quero perguntar a você se sabe quem é o vice-prefeito de sua cidade ou o vice-governador de seu Estado? Não sabe, né? Então, pra que serve isso? Acabe com isso, de vice, pois é só para fazer politicagem! Podem falar que é demagogia, mas em apenas um ano de mandato eu economizei R$ 1 milhão. Então, você não tem que pedir isto não! Você tem que exigir, pois é o patrão e eu sou o funcionário", finalizou o deputado. CLIQUE AQUI e assista o vídeo.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.