11412
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 02/06/2020 12:57

Zeitune garante estar preparado para mais um embate político, agora num novo formato

O presidente do MDB, ex-prefeito e deputado estadual, Toninho Zeitune, falou com o repórter Carlos Alberto, do JOGO SÉRIO, na manhã de hoje
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Zeitune garante estar preparado para mais um embate político, agora num novo formato

O ex-gestor municipal (1989/92) e ex-deputado estadual (1995/99) Antônio Felipe Zeitune lançou-se como pré-candidato a prefeito de Guaxupé, no pleito programado para ocorrer em outubro próximo. Presidente do MDB, "Toninho" está entre os grandes líderes da política regional, com um passado marcado por polêmicas, em meio a um histórico de conquistas e muito respeito principalmente entre as camadas populares. Com exclusividade, ele falou ao vivo com a população, via Jornal JOGO SÉRIO, nesta manhã de terça-feira, 2 de junho.
Zeitune, já no início da entrevista, revelou que pretende disputar a eleição numa chapa majoritária em que Marco Antônio Araújo (Barreto) vem na condição de pré-candidato a vice-prefeito: "Trinta anos se passaram e nós aguardamos que alguma coisa boa acontecesse pra Guaxupé, mas a pedido da população, tive que remontar o Partido, pois já tinha até o entregado. Estou sempre no mesmo partido! E nós, aguardando uma melhora para Guaxupé... como isto vem acontecendo lentamente, o povo está pedindo a volta de Toninho Zeitune e Barretinho. É por isto que, mais uma vez, vou dar minha vida para fazer o que é preciso ao povo de Guaxupé", respondeu Toninho, ao ser indagado sobre o motivo pelo qual decidiu retornar à "linha de frente" da política guaxupeana.
Em seu escritório, situado no Parque dos Municípios I, Zeitune recordou a eleição disputada no ano de 1996, quando a própria legislação era bem diferente, permitindo "showmícios" a participação de grandes artistas, distribuição de chaveiros, camisetas, entre outras ações hoje proibidas. Já na era digital, o dirigente político-partidário garante que está preparado (ele tem, inclusive, perfil no Facebook, criado em 20 de maio último, já com 4.986 amigos): "Sem dúvida alguma é uma evolução muito grande a internet, com o facebook e outros. Não é mais aquela política de comícios, shows, que ficaram no passado. E nós temos de acompanhar a evolução do tempo, o crescimento da tecnologia e isto também está na política. É muito interessante, pois vimos que foi um estrondo isto na campanha do Bolsonaro, que mexeu com o Brasil inteiro, numa campanha mais barata", posicionou-se.
Sobre o MDB, que passou por estruturação em tempo recorde, Zeitune informou que serão lançados quarenta candidatos a vereadores, além da chapa majoritária: "O MDB está muito animado para esta eleição não só em Guaxupé, mas em todas as cidades de Minas Gerais. É um partido do qual faço parte desde o início de minha carreira política. Era "MDB", depois passou para "PMDB" e, agora, voltou a "MDB". Estamos nele desde o tempo de Tancredo Neves, Ulysses Guimarães e é um partido muito sério, pelo qual disputaremos a eleição. É um partido que dá liberdade a todos, tem por hábito ouvir a todos também, com livre expressão. Então, esta pré-candidatura é para o povo ficar sabendo que nós poderemos ser candidatos. E temos já também os pré-candidatos a vereadores, muito preparados, para fazer a chapa completa. E o Barreto, também como vice, vem compor a majoritária. Sairemos com 40 vereadores", informou ele.
Mais precisamente a respeito de Barreto, apadrinhado na política guaxupeana pelo próprio Zeitune e que já disputou eleições na condição de candidato a prefeito, Toninho enfatizou: "Acho que eu e o Barreto temos uma aceitação muito boa! O povo já está muito entusiasmado com esse pré-lançamento e estamos aqui de portas abertas para recebermos àqueles que já participaram conosco. Poderão vir para nos unirmos, termos uma força maior para podermos vencer as eleições", enfatizou ele, que não acredita no adiamento das disputas municipais: "Eu acredito que será este ano! Mesmo porque a nossa Constituição diz que não poderá ser prorrogada para além de dezembro deste ano", completou.

"Já tinha até parado"
Aos 79 anos, Toninho Zeitune garante estar qualificado para administrar Guaxupé, caso sua pré-candidatura prospere e ele vença o pleito: "Apesar da idade, eu até já tinha parado de mexer com a política, mas o clamor do povo, a necessidade de ajudar a este povo, eu resolvi dedicar mais quatro anos de minha vida, que não é fácil, nesta altura do campeonato, ter que ficar quatro anos por conta da Administração desta cidade, que amo tanto! Então, quero pedir a todos que nos ajudem a administrar a cidade; o prefeito sozinho não toca a cidade! É preciso que o povo ajude. E, para que o povo ajude, o prefeito tem que ajudar o povo também! Tem que trazer as indústrias para poder dar serviço e, assim, a recompensa do povo para o prefeito, é dando emprego; e eles, fazendo o trabalho nas indústrias, gerando empregos para que a cidade cresça, tenha uma vida melhor para todos".

E se você fosse o prefeito?
Perguntado se fosse ele o prefeito atual, Zeitune informou a que área daria prioridade: "Indústrias! Guaxupé precisa de indústrias! Nestes trinta anos só fecharam indústrias e não vieram indústrias para Guaxupé! Então, precisamos industrializar Guaxupé, pois estamos perdendo para Juruaia, Muzambinho, Monte Belo, Nova Resende. Todas essas cidades que são nossas vizinhas estão crescendo nas pequenas indústrias, mas Guaxupé está fechando as indústrias. Fecharam-se duas de grande porte e as de calçados não tem jeito nem de contar quantas! Sem dúvida alguma é olhar para esse povo, trazer mais indústria para cá, pois o povo precisa de trabalho e serviço. Então, Toninho Zeitune, se eleito for, fará o que fez no primeiro mandato: ajudar aqueles que precisam mais, com serviços, trazendo indústrias. Será cada um no seu lugar: no escritório, na lavoura, nas fábricas... tem lugar para todos, cada qual na sua função para que Guaxupé volte a crescer", ponderou.

Zeitune X Dr. Heber de novo?
Antigo rival do atual vice-prefeito, o peessedebista Heber Hamilton Quintella, com quem Zeitune disputou a mais intensa eleição da história do Município, em 1996, a qual foi vencida pelo "Tucano", Toninho caminha para uma espécie de reedição daquele momento. Isto, porque embora ainda não tenha se declarado, Dr. Heber deixa escapar nos bastidores a vontade de continuar o trabalho dirigido hoje pelo prefeito Jarbas Corrêa Filho (Jarbinhas). Sendo assim, num formato bem diferente, os dois "caciques políticos" locais poderão se enfrentar novamente. Para Zeitune, que noutros tempos se mostraria bem mais taxativo ao falar do rival, quem definirá serão os eleitores: "É, eu não gosto muito de falar de meus adversários. Mas, eu digo a eles que têm de trabalhar bem para poder ganhar de Toninho Zeitune, pois Zeitune está com o povo! Eu acho que o direito de se candidatar é para todos e se eu não conseguir vencer a eleição, pelo menos tentar eu tentei ajudar Guaxupé mais quatro anos. Mas, seja quem for o vencedor, já tem meus parabéns antecipados, caso não seja Toninho Zeitune".

Estou de olho...
Apesar de não ocupar cargo eletivo na cidade, Toninho Zeitune afirma que está de olho em tudo o que acontece. Neste aspecto, ele acha até que Guaxupé precisa muito mais de apoio do Estado do que tem recebido: "Sem dúvida, sem a ajuda de deputados estaduais e federais, um prefeito tem muita dificuldade para administrar sua cidade. Nós, inclusive, na região, temos perdido muito deputados. Aliás, em todos os estados do Brasil, a política mudou muito! O povo resolveu mudar um pouco os candidatos. Então, a gente espera que possamos trazer algum deputado para nos ajudar naquilo que a população mais precisa, que são a Saúde e a Segurança", enfatizou ele, que comentou, a respeito de sua passagem pela Prefeitura: "O Parque dos Municípios foi feito no segundo ano de meu mandato. Tem uma passagem em que, antes de minha posse, no carnaval anterior, puseram uma casinha sobre um caminhão e passaram na Avenida, com um cartaz bem grande, dizendo: "Esta é a primeira das duas mil casas que Zeitune prometeu". E, dois anos depois, Toninho Zeitune deu a resposta: Uma casinha, com bananeira plantada, galinha no quintal, em cima de um caminhão, com uma faixa: "Essa é a última das duas mil casas que Toninho Zeitune prometeu". Estava pronto o Parque dos Municípios. Tudo o que iríamos fazer era com muito custo, muita dificuldade, mas está aí hoje, uma grande cidade, populosa, com muita gente trabalhando. O Parque I e II são uma cidade, praticamente! Agora, vamos pensar em indústrias, pois só casa não resolve! E parado aí há quase trinta anos, é preciso dar um jeito de levantar urgentemente, trazendo as indústrias para Guaxupé", finalizou ele, com a mensagem: "Não saia de casa, por favor! Deixe essa epidemia passar para depois a gente começar, realmente, a voltar para o trabalho e continuar nossa vida normal. É muito sério! Não saia não! Fique em casa para se livrar deste vírus tão maldoso que está atrapalhando o mundo todo!". CLIQUE AQUI e assista a íntegra da entrevista, ao vivo, no Facebook do JOGO SÉRIO.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.