2706
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Waddy - Data: 02/08/2016 13:33

Dor de ouvido e problemas na ATM é possível?

As doenças desta articulação e dos músculos que fazem esses movimentos da boca são chamadas de disfunções temporomandibulares
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Dor de ouvido e problemas na ATM é possível?

ATM significa articulação temporomandibular. Esta articulação é responsável por todos os movimentos que você faz com a boca, existindo uma em cada lado (em frente de cada orelha). As doenças desta articulação e dos músculos que fazem esses movimentos da boca são chamadas de disfunções temporomandibulares (DTM).

Esta é uma doença que causa sofrimento a milhões de pessoas ao redor do mundo, diminuindo a qualidade de vida e restringindo o convívio social. Embora atinja milhões de pessoas no mundo inteiro, a DTM é uma doença pouco conhecida. São lesões causadas por movimentos desnecessários que fazemos com a boca, hábitos como: mascar chicletes, roer unhas, morder gelo, etc. O bruxismo, o ranger dos dentes que algumas realizam ao dormir, também é um dos principais fatores que causam DTM. O treino para a eliminação desses hábitos, ou a proteção dos dentes e dos músculos para os que apresentam o bruxismo, pode ser a chave para o alívio dos sintomas da disfunção.

 

Alguns dos sintomas mais comuns que o paciente pode apresentar:
• Dores de cabeça (frequentemente parecidas com enxaquecas);
• Dor de ouvido ou ao redor, dor e pressão atrás dos olhos;
• Dor ao bocejar, ao abrir muito a boca ou ao mastigar;
• Mandíbulas que “ficam presas”, travam ou saem do lugar;
• Bruxismo (ranger dos dentes);
• Alguns tipos de zumbido;
• Cervicalgia referindo dor para a face.

 

O paciente com DTM geralmente é um doente crônico que demora anos para buscar tratamento. Como os sintomas são muito subjetivos, podem estar ligados a outros problemas médicos (depressão, problemas otológicos ou reumatológicos), o dentista, muitas vezes, é o último profissional da saúde a ser procurado. A dor no ouvido é um dos sintomas comuns e pode ser por muito tempo tratado pelo otorrinolaringologista com um problema primário e a falta de um diagnóstico precoce pode dificultar e muito o tratamento. Na dúvida procure já um dentista ou fisioterapeuta que poderá ajuda-lo no diagnóstico precoce.

 

Prof. Ms. Luiz Henrique Gomes Santos

Doutorando em Fisioterapia - Lab. de Eletrotermofototerapia - UFSCAR
Coordenador do curso de Fisioterapia – UNIFEG

Supervisor de estágio em Fisioterapia em Ortopedia e Traumatologia do UNIFEG
Delegado do CREFITO-4 na mesorregião de Guaxupé-MG

 

Prof. Dr. Saulo Nani Leite

Doutor em Ciências pela USP/RP

Aprimoramento em Ortopedia e Traumatologia pelo HCFMRP-USP

Docente do curso de Fisioterapia do UNIFEG

Supervisor de estágio em Fisioterapia em Ortopedia e Traumatologia do UNIFEG

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]