5972
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Waddy - Data: 18/10/2016 13:18

Fisioterapia, só depois da consulta médica? Não!

o Fisioterapeuta tem formação suficiente para identificar para diagnosticar e tratar disfunções do sistema músculo-esqueletico
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Fisioterapia, só depois da consulta médica? Não!

Não, para ser tratado por um Fisioterapeuta, você pode se encaminhar direto a ele, pois a Fisioterapia é uma profissão independente, portanto não necessita de aval de nenhum outro profissional para atuar. Além disso, o Fisioterapeuta tem formação suficiente para identificar para diagnosticar e tratar disfunções do sistema músculo-esqueletico, caso haja contra indicação ao tratamento ou dificuldade de diagnóstico fisioterapêutico, o Fisioterapeuta tem por obrigação encaminhar para ao especialista mais indicado para realiza-lo. No caso de convênios, contrariando leis, e normas e até mesmo a ética profissional, alguns convênios exigem o encaminhamento por parte do médico, neste caso o conveniado deve procurar um médico para que este o encaminhe para o fisioterapeuta, e a mesma situação infelizmente ocorre pelo SUS.

Recentemente fechamos uma parceria com a prefeitura de Guaxupé, onde estaremos oferecendo à população, o projeto “Colunas sem dor” idealizado pela coordenação do curso de Fisioterapia, e muito bem aceito pela prefeitura de Guaxupé. Isto fará com que a população recebe o Fisioterapeuta como um profissional de primeiro atendimento, fato que certamente irá gerar uma carga muito menor de despesas com medicamentos, exames por imagem e consultas médicas. E só será possível, porque a Fisioterapia nos dias de hoje tem avançado na área científica e as abordagens relacionadas ao tratamento da dor crônica estão à frente das demais áreas da saúde. Visto que temos inúmeros artigos internacionais que apontam cirurgias como métodos ineficazes ou com resultados idênticos ao placebo, quando se trata de dor na coluna, pois, 70% das cirurgias para hérnia de disco, não deveriam acontecer, se fosse empregado tratamento fisioterapêutico prévio e eficiente. A Fisioterapia passa por um momento de grande transformação. Muitos tratamentos curativos que antes começavam com uma consulta ao médico e terminavam com sessões no fisioterapeuta, hoje tiveram uma inversão das etapas. O fisioterapeuta já acompanha o paciente desde o início. Além disso, a chamada Fisioterapia Clínica traz uma nova atuação. A situação hoje está mais clara. Antigamente era linear. O paciente iria ao médico e depois iria ao fisioterapeuta dependendo da solicitação do médico ou solicitação própria do paciente. Hoje não. Hoje temos pacientes que buscam o fisioterapeuta diretamente, muitas vezes até sem a necessidade do encaminhamento médico. É a porta de entrada. Claro que para isso necessita que o fisioterapeuta tenha conhecimento de diagnóstico. Não do diagnóstico médico, mas do diagnóstico cinesiológico funcional.

Isto não tira em nenhum momento a importância dos demais profissionais, mas garante que a Fisioterapia seja respeitada e possa demonstrar a sua importância para a qualidade de vida das pessoas que dependem de cuidados relacionados a sua saúde funcional principalmente. Aproveito o ensejo para desejar vida longa à medicina, uma área muito importante e que tem neste dia um grande motivo de comemoração, o dia do médico.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]