98
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 25/05/2018 08:34

Cirurgia aguardada há três anos pela mãe do vereador Francis saiu, mas ela já faleceu

Vereador foi às lágrimas ao ver a tristeza da família, que perdeu "Dona Zena" no último dia 29. Uma semana depois, a Secretaria de Saúde ligou dizendo que o procedimento havia sido marcado, mas já era tarde demais
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Cirurgia aguardada há três anos pela mãe do vereador Francis saiu, mas ela já faleceu

O vereador Francis Osmar da Silva está um tanto quanto revoltado em virtude de um telefonema recebido por seus familiares, por parte da Secretaria Municipal de Saúde, dando conta de que a cirurgia de vesícula, aguardada por sua mãe, dona Elisa Rafael da Silva (Dona Zena), havia sido liberada. O problema é que a cidadã foi a óbito no último dia 29 de abril, por complicações de saúde, as quais Francis afirma que seriam evitadas, caso o procedimento tivesse ocorrido a tempo.

“Eu não consigo deixar de lembrar os rostos de meu pai, um idoso, e de meu filho, adolescente, quando receberam a ligação. Choraram muito e eu também! Minha mãe se foi por falta de amparo da Saúde Pública e sei que muitas pessoas também passam pelo mesmo problema! Então, entendo que trata-se de uma falta de respeito e desumanidade por parte da Secretaria de Saúde. Todo mundo soube do falecimento de minha mãe e inclusive a secretária de Saúde, Elina, foi ao velório. E, mesmo assim, fazem esta ligação? Ora essa, mas que bagunça é nesta Secretaria, hein?”, disparou Francis.

Morador do Jardim Santa Cruz, na periferia guaxupeana, Francis fará de sua dor um motivo a mais para atuar em favor das comunidades populares: “Sempre soube que o pobre, no Brasil, nunca teve vez! E este foi um dos motivos que me levou a deixar de ser apenas um menino marginalizado para me tornar representante dos humildes. E, se é assim, quero externar de novo que minhas ações serão ainda mais severas, contra as negligências do poder público e em benefício das pessoas. É impressionante, pois não estou falando de ‘coisas’, mas sim de pessoas! Minha mãe se foi, as mães, pais, filhos e avós de tantos outros também! Por isto, não medirei esforços para promover melhorias às vidas das pessoas, pois não quero ver novamente outras pessoas chorando a perda de seus entes queridos, por culpa deste sistema que não ampara aos filhos da terra”, concluiu Francis.

Sobre as palavras do vereador Francis Osmar, a colega de legislatura dele, dra. Salma Regina Gallate, apoiou: “Eu fiquei muito triste por meu amigo Francis e não sei o quanto ele está triste com o que houve. Porém, friso que venho trabalhando pela Saúde, assim como outros vereadores. O problema é que faltam respostas por parte da Secretaria de Saúde, onde estamos cansados de buscar explicações, mas não somos atendidos. Enfim, é lamentável o que ocorreu com o Francis, mas ele não é o primeiro. Então, que a secretária de Saúde nos dê atenção, pois não estamos pedindo nada para nós e sim para o povo de Guaxupé”, disse dra. Salma. “Eu também recebo constantemente denúncias da população, de que faltam remédios na Farmácia Municipal, além de exames e vagas para consultas nos postos. Por isto e que luto tanto por melhorias nesta parte, mas como vereadores pouco podemos fazer, uma vez que o Executivo é o ‘dono da caneta’”, concordou Ari Cardoso. “Eu já pedi cópias de todos os contratos da Prefeitura, mas não fui ainda atendido. Analisarei um a um, pois quero encontrar recursos e dar oportunidades às pessoas, que confiam nos políticos para melhorar suas vidas”, finalizou Francis.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]