14370
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 13/11/2020 17:44

"Onda" de fake news em Guaxupé tenta atingir até a idoneidade da FUNDEG

Criminosos ainda não foram identificados, mas Polícia Judiciária e Ministério Público já foram acionados
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis

A "onda" de fake news lançada às redes sociais digitais em Guaxupé nos últimos dias tentou atingir até mesmo a idoneidade da Fundação Educacional Guaxupé. Num ataque baixo, criminosos ainda não identificados quiseram manchar a credibilidade da instituição com uma mentira de que ela, além de outras escolas da cidade, e a própria Secretaria de Educação, estariam envolvidas em irregularidades sobre merendas a alunos beneficiados com programas filantrópicos. Além da indignação, as diretorias da FUNDEG, Colégio Dom Inácio e do Unifeg já iniciaram as providências jurídicas, a fim de descobrirem de onde partiu a inverdade.
A notícia falsa foi veiculada por anônimos nesta quarta-feira, 11 de novembro, a partir de quando a direção da entidade rebateu: "A FUNDEG informa que é regularmente credenciada no Programa de Merenda Escolar do PNAE/FNDE, devido ao seu caráter filantrópico. E, por decisão própria, foi beneficiária do referido programa entre os anos de 2010 a 2018, em que direcionou a alimentação recebida em espécie exclusivamente a estudantes carentes vinculados ao Projeto Escolinha (alunos estes que são bolsistas integrais selecionados pelo Colégio), dentro do que a legislação federal prescreve. E submetia periodicamente as suas prestações de contas em relação ao recebimento e ao uso de alimentos do Programa de Merenda aos órgãos públicos competentes, sempre obtendo total aprovação, sem qualquer tipo de ressalva", informou a nota oficial divulgada pela Fundação.

Ministério Público
Com décadas de serviços filantrópicos prestados à comunidade regional, a direção da FUNDEG levou o caso ao Ministério Público: "Diante da referida e lamentável disseminação de mensagem falsa, hostil à integridade da instituição e de seus membros, a FUNDEG e o Colégio Dom Inácio tomarão as medidas cabíveis, perante as autoridades públicas. E, inclusive, já notificaram o Ministério Público da Comarca de Guaxupé, a fim de buscar reparar os potenciais danos e responsabilidades provocados pela autoria das referidas fake news e que desrespeitam toda uma comunidade escolar, além de desinformar a sociedade guaxupeana e pretender desprestigiar um Projeto Social de reconhecimento nacional", informou o reitor das escolas da FUNDEG, professor dr. Reginaldo Arthus.

Sem parar!
Embora chateados com o ocorrido, os dirigentes do Dom Inácio (unidades I e II) e do Unifeg garantem que as fake news em momento algum diminuirão o empenho da instituição no tocante ao apoio às classes menos favorecidas: "A FUNDEG e o Colégio Dom Inácio continuarão firmes no seu propósito educativo e de inclusão social, de transparência e integridade institucional e de compromisso digno na formação de seus estudantes, e respeito aos seus familiares, aos seus colaboradores e à sociedade em geral", afirmou dr. Arthus. CLIQUE AQUI e leia a íntegra da nota oficial.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.