86
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 13/04/2022 10:33

Greve dos profissionais da Educação em Minas deve terminar segunda-feira

O reinício das aulas, previsto para esta segunda, 18, é consequência do veto da ALMG à proposta original do Governo de Minas, quanto ao reajuste no vencimento dos profissionais da Educação
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Greve dos profissionais da Educação em Minas deve terminar segunda-feira

Professores da rede pública estadual de ensino em Minas Gerais decidiram pelo fim da greve iniciada há cerca de um mês, desencadeada em função do impasse com o Governo mineiro, relativamente ao reajuste salarial de 33,24%, reivindicado pela categoria (contra os 10% ofertados pelo Estado). Em Guaxupé, que fica na região Sudoeste mineira, quatro das cinco escolas estaduais encontram-se com as atividades paralisadas.
O fim da greve foi anunciado nesta tarde de terça-feira, 12 de abril, pelo próprio Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais. Isto, após a sessão extraordinária da Assembleia Legislativa, ocorrida ontem, quando o veto do governador Romeu Zema, à proposta de adequar os vencimentos do professorado ao piso salarial, foi derrubado por 55 votos a 3. Agora, conforme os ritos, o governante tem até 48 horas para sancionar o projeto de lei, mas há quem acredite que Zema ingressará com ação judicial.

"Mundo político"
O governador, ainda ontem, fez pronunciamento via redes sociais com críticas à atitude dos parlamentares. "Cuidado com as fake news daqueles que só se interessam por votos. Os servidores públicos merecem respeito, que começa por dizer a verdade, sem mentiras ou ilusão. O reajuste de 10% é hoje o limite que o Estado consegue pagar a todos os 600 mil servidores, ativos e inativos, e terá impacto de R$ 5 bilhões/ano nas contas de Minas", argumentou o governador de Minas. "A Justiça deve derrubar esses acréscimos inconstitucionais feitos pela Assembleia", participou o deputado estadual Zé Guilherme Cunha, da base aliada ao governador Zema.
Já o presidente Assembleia Legislativa, Agostinho Patrus, do PSD, rechaçou: "Perde em uma semana por 50 votos a 0 e na outra semana por 55 a 3. Ainda quer dizer que a culpa é de alguém que sequer vota? Promessa é feita para ser cumprida e mentira tem perna curta", ironizou o dirigente daquela Casa de Leis, o qual utilizou sua conta no Twitter para rebater as críticas do Governo. "Esperamos que a Justiça, caso ele, de fato, judicialize, esteja do lado do povo mineiro, principalmente daquele que depende da escola pública, do Sistema Único e precisa da segurança pública", complementou o também parlamentar André Quintão, líder do Bloco de oposição na ALMG.

Vão voltar mesmo?
Com o reinício programado para esta segunda-feira, 18 de abril, milhares de estudantes e trabalhadores da Educação retornarão às salas de aula. Em Guaxupé, permaneceram suspensas as aulas nas escolas estaduais Dr. André Cortez Granero (Polivalente), Dr. Benedito Leite Ribeiro (Ginásio), Dona Queridinha Bias Fortes e Nossa Senhora Aparecida (só a Major Luiz Zerbini manteve as atividades). Vale lembrar que, apesar da decisão de retorno, o professorado acompanha os passos do governo Zema, a fim de saber qual será a consequência da decisão da ALMG. Ontem, inclusive, um expressivo número de educadores foi à Assembleia manifestar contra o Governo. - Ainda sobre o referido tema, nesta terça, 12, pais de alunos da rede pública estadual entraram em contato com o Jornal JOGO SÉRIO, na cidade de Guaxupé, com o objetivo de iniciarem um momento que colocasse fim à greve, uma vez que seus filhos, então estudantes, estão sendo diretamente prejudicados com o impasse entre educadores e governo.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.