1240
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Jackeline - Data: 24/09/2021 11:29

Alta de custos de produção preocupa produtores de leite

Emater-MG discute o cenário no Circuito Mineiro de Bovinocultura; bom planejamento alimentar do rebanho é fundamental
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Alta de custos de produção preocupa produtores de leite

O aumento dos custos de produção do setor agropecuário vem causando preocupação entre os trabalhadores rurais. Um exemplo é a pecuária de leite. De acordo com o boletim Campo Futuro, entre janeiro e junho de 2021, o Custo Operacional Efetivo da atividade leiteira subiu 11,5%.

 

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) alerta os pecuaristas que o cenário exige muita atenção, principalmente dos produtores que, na maior parte dos casos, encontram margens apertadas nesse trabalho.

 

O assunto é um dos temas em discussão no Circuito Mineiro de Bovinocultura, que este ano é transmitido virtualmente, no canal da Emater-MG no YouTube. O próximo seminário será em 30/9, às 15h, e tratará das “Tecnologias Agropecuárias para o Semiárido Mineiro”.

 

Margens apertadas

 

Diante desse cenário de alta de custo, Vasco destaca a importância de um bom planejamento alimentar do rebanho. “Ainda costuma haver um improviso muito grande nesta questão. Às vezes, o produtor começa a achar caro, não faz a silagem, e acaba gastando um volume maior de concentrado. E é um grande erro. Um quilo de ração hoje varia entre R$ 2,50 e R$ 2,70. Se uma vaca comer dez quilos, ela custa R$27 por dia. Já a silagem custa R$ 280 por tonelada, ou seja, R$ 0,28 o quilo, a diferença é muito grande”, calcula o pecuarista.

 

As geadas, que afetaram o Centro-Sul do país diminuíram consideravelmente a qualidade das pastagens, prejudicando a alimentação volumosa, que já vinha limitada devido ao tempo seco. Para evitar perdas ainda maiores na produção de leite, os produtores aumentaram a demanda por suplementação mineral, resultando em alta de quase 4% no preço do insumo em julho.

 

Lucratividade

 

“Para maximizar a receita, o pecuarista não deve se ater ao custo mínimo. Ele deve ter um custo mais racional, ou seja, um aumento no gasto com alimentação pode gerar lucratividade muito maior, pois também cresce a produção”, explica o coordenador técnico regional da Emater-MG em Alfenas, Marcelo Martins

 

Também é importante aumentar a produção de leite, sem baixar a qualidade, e o número de animais para a venda, aproveitando a valorização do preço do bezerro. Reduzir os custos de produção e partir para a especialização é outra saída. CLIQUE AQUI e receba os conteúdos do Jornal JOGO SÉRIO em seu whatsapp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Crédito: Agência Minas 

Foto: Emater-MG

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.